Após reajuste no preço da gasolina, álcool volta a ser uma opção

São poucos os postos no DF, porém, que vendem o produto a preços competitivos. Consumidores reclamam de valores elevados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/09/2017 06:00 / atualizado em 07/09/2017 11:24

Hamilton Ferrari/CB/D.A Press


Com as constantes altas no preço da gasolina, o etanol volta a ser uma opção para os consumidores. Ainda é difícil encontrar o álcool num valor competitivo, mas alguns estabelecimentos no Distrito Federal vendem o combustível por menos de R$ 3. O Correio percorreu 28 postos e percebeu que três oferecem o etanol nesse patamar (confira o quadro ao lado). Já a gasolina continua com valor médio de R$ 4,15.

 

Leia mais notícias em Economia 


Para valer a pena, o álcool precisa custar entre 70% e 75% do preço da gasolina, dependendo do carro e do consumo do motorista. Levando em consideração a média de preços, o etanol deveria estar entre R$ 2,91 e R$ 2,94. Mas alguns estabelecimentos já cobram a gasolina a R$ 4,27 no cartão de crédito, permitindo que o biocombustível seja vantajoso em R$ 2,99.

No entanto, mesmo com a gasolina tendo aumentado mais de R$ 0,40 em alguns postos, de segunda para terça-feira, com os reajustes feitos nas refinarias da Petrobras, o álcool ainda não é competitivo na maioria dos estabelecimentos. A média dos valores do etanol nos estabelecimentos visitados é de R$ 3,13.

O professor Rocimar Aguiar Ponte, 36 anos, criticou os preços altos e os sinais de que o cartel dos postos de revenda voltou a operar no Distrito Federal. Segundo ele, é mais vantajoso para o dono do estabelecimento deixar o preço do etanol alto para que o produto não seja competitivo. “É uma forma de  aumentar a margem de lucro. E é possível notar uma similaridade nos preços cobrados”, reclamou.

Ponte gastou R$ 50 para abastecer o carro com etanol na tarde de ontem. Ele disse que nem o álcool nem a gasolina são vantajosos, mas que optou por comprar o biocombustível por R$ 2,99 o litro. “É um combustível que pode substituir a gasolina. Não é a melhor opção, mas é uma alternativa.”

Orquestração

  

Durante um ano, um gestor independente foi designado para administrar a rede de postos Cascol, que detém a maior parte dos estabelecimentos na capital e era apontada como orquestradora dos preços no DF. Ele se reportava ao Conselho  Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Para Rui Coutinho, ex-presidente do Cade, devido ao histórico do setor, é necessário acompanhar o mercado local de forma sistemática.


“O cartel é a mais grave conduta anticoncorrencial, porque causa prejuízo aos consumidores. É preciso investigar se os aumentos e os preços similares resultam de acordo entre os empresários”, disse. “A prática de deixar o etanol não competitivo pode ser algo real, mas é preciso apurar. Em matéria de cartel, eu não descarto nada”, completou Coutinho.

Dos 28 estabelecimentos visitados pelo Correio, 26 estão com diferença de preços menor que R$ 0,03. A aposentada e empresária Alair Raposo, 63 anos, disse que é um absurdo o litro da gasolina ter aumentado R$ 1,31 em menos de dois meses. “Eu não estou mais enchendo o tanque. Agora só abasteço de pouquinho e pouquinho, sempre procurando um preço baixo, mas está difícil”, criticou. Depois de aumentar o preço da gasolina em 11,09% nas refinarias nas últimas semanas, a Petrobras anunciou queda de 3,8% no combustível a partir de hoje. Pela política de preços da estatal, o valor do produto varia de acordo com o mercado internacional.

Compare (em R$):
Veja o valor cobrado pelos estabelecimentos pelos combustíveis

Posto    Gasolina     Gasolina     Etanol
    (Débito)    (Crédito)    
Ale SHS Próximo à Torre de TV    4,16    4,26    3,19
Petrobras Eixo W 103 Sul    4,17    4,27    3,13
Petrobras Eixo W 105 Sul    4,15    4,25    —
Petrobras Eixo W 109 Sul    4,12    4,27    —
Petrobras Eixo W 113 Sul    4,17    4,27    3,13
Shell Eixo W 115 Sul    3,99    —    —
Petrobras Eixo L 214 Sul     4,13    4,14    —
Petrobras Eixo L 212 Sul    4,12    4,22    3,15
Jarjour Eixo L 210 Sul    4,13    4,19    2,99
PB Eixo L 206 Sul    4,15    —    3,19
Ipiranga Eixo L 204 Sul    4,16    4,26    3,11
Petrobras Eixo L 202 Sul    4,17    4,19    —
Petrobras Eixo L 203 Norte    4,17    4,27    3,13
Ipiranga Eixo L 204 Norte    4,19    4,29    3,19
Jarjour Eixo L 206 Norte    4,13    4,19    2,99
Petrobras Eixo L 208 Norte    4,16    —    3,29
Ipiranga Eixo L 210 Norte    4,19    4,26    3,11
Shell Eixo L 212 Norte    4,13    —    —
Petrobras Eixo L 214 Norte    4,16    —    —
Ipiranga Eixo L 115 Norte    4,16    4,26    3,11
Petrobras Eixo W 113 Norte    4,13    4,17    3,12
Ipiranga Eixo W 112 Norte    4,13    4,19    2,99
Shell Eixo W 109 Norte    4,16    4,16    3,19
Petrobras Eixo W 107 Norte    4,16    4,16    3,19
Petrobras Eixo W 105 Norte    4,16    4,26    —
Petrobras Eixo W 103 Norte    4,16    —    —
Petrobras SIG Quadra 3    4,15    4,25    —
Shell SIG Quadra 3    4,15    4,15    —

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.