Ganho da poupança é o melhor em 11 anos, diz consultoria de investimentos

Pesquisa mostrou que o ganho da poupança, se descontada a inflação, foi o melhor desde 2006

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/12/2017 17:07 / atualizado em 08/12/2017 19:46

Kleber Sales/CB/D.A Press


As pessoas que depositam dinheiro na poupança estão tendo um rendimento real melhor neste ano. Pesquisa da Economática mostrou que, descontada a inflação, o ganho da caderneta nos 11 primeiros meses de 2017 foi o mais positivo desde 2006. A aplicação rendeu 6,41% de janeiro a novembro, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve uma variação positiva de 2,5% no período - a menor desde 1998. Especialistas afirmam que a ferramenta é mais atrativa, inclusive, que alguns fundos de investimentos. 
 
Com o índice baixo da inflação, o ganho real da poupança foi de 3,82% nos 11 primeiros meses do ano. Em 2006, a rentabilidade atingiu 4,92%. Segundo a Economática, a poupança só garantiu ganho real no período de janeiro e novembro em três oportunidades: 2002, 2015 e, agora, em 2017.
 
De acordo com a Economática, o investimento que mais trouxe retorno financeiro real entre janeiro e novembro foi a Ibovespa, com 16,59% de ganhos, seguido do Euro (10,21%), Ouro (8,4%), CDI (6,67%) e poupança (3,82%). O pior desempenho foi o dólar, que registrou perda de poder de compra de 2,36%. 

Leia as últimas notícias em Economia
 
Apesar no ganho das poupanças, a rentabilidade ficou menor desde setembro, quando a Selic caiu para baixo de 8,5% ao ano. Pela regra, todas as vezes que os juros estão inferiores deste patamar, o rendimento da caderneta cai para 70% da taxa básica, mais a taxa referencial (TR). Com o recuo para 7% ao ano da Selic na última quarta, 6, a aplicação dá ganhos de 4,9% ao ano mais TR. 

Se os juros passarem de 8,5% ao ano, a correção volta a ser de 6,17% ao ano mais TR, como estava antes de setembro. A medida foi tomada em 2012 para tornar os fundos de investimentos mais atrativos que a poupança. Estas aplicações são as principais financiadoras da dívida pública.

As pessoas que depositam dinheiro na poupança estão tendo um rendimento real melhor neste ano. Pesquisa da Economática, mostrou que, descontada a inflação, o ganho da caderneta nos 11 primeiros meses de 2017 foi o mais positivo desde 2006. A aplicação rendeu 6,41% de janeiro a novembro, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve uma variação positiva de 2,5% no período -- a menor desde 1998. 
 
Com o índice baixo da inflação, o ganho real da poupança foi de 3,82% nos 11 primeiros meses do ano. Em 2006, a rentabilidade atingiu 4,92%. Segundo a Economática, a poupança só garantiu ganho real no período de janeiro e novembro em três oportunidades: 2002, 2015 e, agora, em 2017.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.