Eletrobras espera adesão de 3 mil servidores a plano de demissão voluntária

Anúncio da Eletrobras foi feito em fato relevante ao mercado, no qual a companhia anunciou plano de negócios para 2018-2022, período em que investirá R$ 20 bilhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/12/2017 10:52

Reprodução/Internet

 
Cotada para ser privatizada pelo governo de Michel Temer, a Eletrobras vai investir R$ 20 bilhões até 2022 e espera economizar quase R$ 1 bilhão na folha de pagamento se 3 mil funcionários aderirem ao plano de demissão. As informações estão no Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG) para os próximos cinco anos, que foi divulgado nesta segunda-feira (18/10), em fato relevante ao mercado e aos acionistas.
 

No documento, a companhia afirmou que prevê investimentos nos segmentos de geração, transmissão, distribuição, infraestrutura e sociedades de propósito específico (SPEs), que somam R$ 19,75 bilhões.

Só os investimentos em negócios da própria Eletrobras devem chegar a R$ 14,2 bilhões. Com geração de energia, o plano prevê R$ 5,1 bilhões; e com transmissão, R$ 7,2 bilhões. Para investimentos em SPEs, a projeção é investir R$ 5,5 bilhões.
 
Redução com custos de pessoal 

De acordo com o documento, o plano diretor foi aprovado em reunião do Conselho de Administração da estatal, durante reunião realizada na última sexta-feira (15). A elétrica ainda pretende reduzir custos com pessoal em cerca de R$ 959 milhões por meio do Plano de Incentivo ao Desligamento (PID). A estimativa de redução é de R$ 890,4 milhões ao ano, se houver desligamento em 2018 de cerca de 3.017 empregados.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.