CVM proíbe fundos de investir em criptomoedas

Decisão foi publicada hoje por meio do ofício circular nº 1 de 2018 da Superintendência de Relações com Investidores Institucionais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/01/2018 16:13

	KAREN BLEIER

 

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) proibiu gestores e administradores de fundos de investir em bitcoins e outras criptomoedas. A determinação foi publicada hoje, por meio do ofício circular nº 1 de 2018 da Superintendência de Relações com Investidores Institucionais.



O chefe da Superintendência de Relações com Investidores Institucionais, Daniel Moeda, detalhou que não se chegou, no Brasil e em outros países, a uma conclusão sobre a natureza jurídica e econômica dessas modalidades de investimento.

 

Leia as últimas notícias de Economia

 

O ofício detalhou que a superintendência tem levado em consideração as discussões sobre investimento em criptomoedas, diretamente pelos fundos ou de outras formas, mas avalia que o debate ainda é incipiente e possui riscos, considerando projeto de lei que busca impedir, restringir ou mesmo criminalizar a negociação desses investimentos.

“Neste sentido, a área técnica da CVM informa aos administradores e gestores de fundos de investimento que as criptomoedas não podem ser qualificadas como ativos financeiros, para os efeitos do disposto no artigo 2º, V, da Instrução CVM 555. Por essa razão, não é permitida aquisição direta dessas moedas virtuais pelos fundos de investimento regulados”, comentou o superintendente. A CVM ainda destacou os riscos associados às transações cibernéticas, tais como segurança e particularidades de custódia.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.