SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Cursos na área de tecnologia auxiliam jovens entrar no mercado de trabalho

Uma das opções para os que desejam entrar nesse mundo, são as escolas especializadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/10/2014 08:05

Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press


Smartphones, computadores, tablets. A tecnologia está cada vez mais presente na vida dos jovens. Muitos veem os objetos como fontes de informação, entretenimento e comunicação. Mas alguns conseguem enxergar além e consideram o mundo digital fundamental para o crescimento acadêmico e profissional. Assim, aumenta o número de cursos, seja dentro, seja fora da escola, voltados para quem busca aprender um pouco sobre como são feitos programas, aplicativos e jogos.

Uma das opções para os que desejam entrar nesse mundo, são as escolas especializadas. Fernando Brandão da Silva é coordenador de uma instituição que oferece cursos na área de informática e conta que o número de jovens matriculados tem crescido. “Há cada vez mais adolescentes entre 16 e 18 anos interessados em programação, principalmente voltada para jogos e aplicativos”. Entre os conteúdos ministrados, estão linguagens comumente usadas em sites e apps, como PHP e Java. “Com essas ferramentas, já é possível começar a desenvolver projetos, páginas e games”, avalia Silva.

Para o professor da escola Luís Cláudio Cimas, a tendência é que a procura por esse tipo de conhecimento deve aumentar ainda mais. “O mercado de tecnologia é crescente no Brasil e as empresas da área buscam mão de obra especializada, com bons conhecimentos técnicos. Assim, o ideal para os jovens que queiram participar desse mercado é buscar aprofundar os conhecimentos.”

As dicas dadas por Cimas são baseadas na própria experiência, pois, aos 13 anos, o professor começou a buscar cursos na área de informática. Os conhecimentos adquiridos na adolescência e na juventude o ajudaram a evoluir profissionalmente, levando-o a ministrar palestras em outros estados e até mesmo fora do Brasil.

Aproveitamento
Além da importância profissional, Cimas acredita que os conteúdos extraclasse de informática ajudam no aprendizado dentro de sala de aula. “Na programação, por exemplo, usamos diversos conhecimentos ligados a algoritmos e pensamento lógico que podem ser aproveitados pelo aluno na disciplina de matemática.”

Outra vantagem é o aprendizado na prática. Esse ponto é reforçado pelo professor Alexandre Abdala, que ministra em um colégio da Asa Sul a disciplina de estudos tecnológicos. “Ao colocar os alunos em contato direto com a ação, damos significado ao conhecimento, e o aprendizado é muito melhor”, afirma o professor. As aulas de Abdala contam com experiências que mostram fenômenos químicos e físicos, como a propagação de ondas sonoras e as propriedades hidráulicas.

A estratégia parece funcionar. A participação nas aulas, que são oferecidas como atividade extracurricular, é grande e os alunos se divertem com as lições. “Acho as classes muito legais. Parece uma brincadeira e fica mais fácil aprender. Gostei muito quando fizemos uma lâmpada com grafite”, conta João Victor Araruna, 10 anos.

Opção extraclasse
Apesar de não ser obrigatório, muitos colégios já oferecem aulas além da grade normal voltadas para a área de tecnologia. Para os mais novos, lições de informática básica ajudam as crianças a se conectarem ao mundo digital. Já para os adolescentes, programação e robótica estão entre as opções para os que se interessam pela tecnologia.

Com informações de João Gabriel Amador

publicidade

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade