Campanha para clicar ipês na capital faz sucesso nas redes sociais

Segundo participantes, a árvore serve para alegrar a cidade no inverno

postado em 25/07/2015 08:00 / atualizado em 21/08/2015 12:28

Rafael Campos

 

 

As fotos de ipês do faturista Arnon de Lima Silva, 24 anos, colecionam centenas de curtidas no Instagram, principalmente depois que ele começou a usar nelas a hashtag #BrasiliaCapitaldoIpe. A campanha do Correio Braziliense, lançada em parceria com a TV Globo Brasília, tem registrado os melhores ângulos da árvore mais conhecida — e para muitos, mais bela — do cerrado. Desde 18 de julho, leitores e telespectadores podem marcar suas imagens. Ao fim, um caderno especial no Correio e um vídeo na TV Globo Brasília vão celebrar aquelas que melhor souberam captar a essência desse símbolo brasiliense.

“Não podiam ter criado algo melhor. Nós somos levados a fotografar o ipê florido com mais carinho e atenção, e ainda mostrar aos amigos de nossas redes sociais o quanto somos loucos pela nossa Brasília. Nosso inverno acaba não ficando tão frio ou tão seco assim”, garante Arnon, que há dois anos descobriu que a planta é garantia de elogios aos dotes fotográficos. Mas não é preciso ser usuário da rede social de imagens para participar. Além de poder usar a hashtag #BrasiliaCapitaldoIpe, leitores e telespectadores podem enviar as fotos através do site www.correiobraziliense.com.br/BrasiliaCapitaldoIpe.

Aqueles que usam o aplicativo de mensagens WhatsApp também podem mandar as imagens (Confira os números no box). Foi assim que a contadora Juliana Pontelo, 51 anos, participou. “Sempre fotografei os ipês porque acho a beleza deles maravilhosa. Agora, tento ver com mais atenção por conta da campanha. Ela prova que Brasília não é uma cidade apenas de concreto”, afirma. Para Juliana, chega a ser impossível não enxergar os ipês. “Estou vendo as ruas de forma diferente. E isso é uma das melhores partes da campanha.”

Cidades antigas
O chefe do Departamento de Parques e Jardins da Novacap, Romulo Ervilha, afirma que as regiões administrativas antigas são os pontos mais fáceis de conseguir um bom clique. De acordo com ele, basta dar um passeio simples por Brasília, Guará, Sobradinho ou Taguatinga para garantir uma bela foto. “As cidades mais novas também têm ipês, mas eles ainda levarão mais tempo para florescer como nas outras. Mas as espécies são bem distribuídas”, frisa. O especialista explica que existem três tipos de ipês com flores amarelas, com flores roxas e de cor branca.

Segundo a Novacap, somente no Plano Piloto, existem mais de 150 mil das árvores símbolo de Brasília (Veja os melhores pontos no mapa). Elas desabrocham até outubro, garantindo meses de fotografias. A coordenadora de RH Francisca Silva Leite, 52 anos, não esperou até o fim da estação. Ela, que é assinante do Correio, soube da campanha no dia em que foi lançada e, desde então, tem fotografado vários ipês pela cidade, principalmente onde trabalha, no Setor de Clubes Sul. “Eles são de todas as cores e acho todos muito bonitos. Agora, estou olhando ainda mais para todos eles”, completa. Confira nesta página imagens enviadas por leitores.

WhatsApp Correio

9256-3846
www.correiobraziliense.com.br


* * *