Casais que malham juntos ganham qualidade de vida e bem-estar em conjunto

A rotina de exercícios traz a vantagem de incrementar a cumplicidade dos amantes

postado em 07/06/2015 09:30 / atualizado em 07/06/2015 09:36

O hábito de ir para a academia com o parceiro pode ajudar não só no corpo, mas na relação. "O casal que malha junto toma conta um do outro. Tem a relação de reciprocidade e motivação. Em casa, os hábitos também devem continuar", explica a psicóloga Luciana Brasil, especialista em psicologia da obesidade.

A profissional destaca que a família inteira pode ajudar nesse processo. "Mesmo quando a decisão de emagrecer é individual, todos podem colaborar. Seja com a dieta, seja com a mudança de hábitos propriamente dita", afirma Luciana. Se um dos dois for mais indisciplinado, é importante manter o foco. "Existem 'ações sabotadoras'. O parceiro pode parar de fazer exercícios e não seguir uma dieta, mas só atrapalha se a gente permitir. Temos a mania de colocar a culpa no outro, precisamos ser responsáveis por nossas ações", defende.

Zuleika de Souza/CB/D.A Press


Vanessa Dumont, 29 anos, e Ramiro Barroso, 32, ambos advogados, estão noivos e decidiram mudar hábitos em nome da qualidade de vida. Juntos há 1 ano e 6 meses, eles malham três vezes por semana e dividem um personal trainer. "Tínhamos dificuldade em manter uma rotina de atividades físicas. Então decidimos contratar um treinador", justifica Ramiro Barroso.

Eles seguem uma boa alimentação. Vanessa conta que foi influenciada pelo noivo. "Ele já malhava e jogava futebol. No passado, eu já frequentei academia, mas não consegui manter o foco", admite. Ramiro, por sua vez, frisa que a amada também o ajudou no foco. "Com ela, fiquei mais assíduo", conta. E os dois compartilham uma preferência nos treinos: "Gostamos mais de malhar perna".

A matéria completa para assinantes está aqui. Para assinar, clique aqui.

* * *