CNJ oferece ajuda ao Haiti para reconstrução do poder judiciário

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/01/2010 19:26 / atualizado em 21/01/2010 19:33

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ofereceu ao governo do Haiti ajuda para a reconstrução do Poder Judiciário no país, devastado por um terremoto que atingiu 7 pontos na escala Richter. Milhares de pessoas morreram no terremoto, incluindo 21 brasileiros.

O presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes, que também preside o Supremo Tribunal Federal, enviou ao ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, ofício oferecendo a ajuda aos haitianos.

De acordo com nota divulgada ontem (20) no site do CNJ, os membros e servidores do conselho encontram-se à disposição das autoridades haitianas para empenhar toda a experiência até aqui adquirida em favor do fortalecimento das instituições daquele país.

A nota lembra que, em 2000, o Poder Judiciário brasileiro ofereceu subsídios e assessoramento para a estruturação jurídica e institucional do Judiciário do Timor Leste. A cooperação técnica abrangeu o envio de magistrados ao país, treinamento, doação de livros e equipamentos de informática.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.