SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

O que é o dinheiro para você?

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/09/2012 15:30



 (Ed Alves/CB/D.A Press) 

Ezequiel Barboza, o caridoso

12 anos — Semanada: R$ 20

Dos R$ 20 que ganha de semanada, Ezequiel separa R$ 2 para dar para um amigo da rua dele que não tem muito dinheiro. Ele se identificou com alguns conselhos de Versinhos de prosperidade, de Álvaro Modernell:

— O livro fala que temos que economizar para ter um bom futuro e também para ajudar os que precisam. E é o que eu faço. Os pais do meu amigo não podem dar nada para ele. Eu me sinto bem de ajudar e ele também fica feliz.

Avaliação: o mais indicado é comprar uma coisa, como chocolate ou sorvete, em vez de dar o valor em dinheiro. Tome cuidado para que a pessoa não pense que é obrigação sua dar esse dinheiro.

 (Ed Alves/CB/D.A Press) 

Nicoly Macedo, a consumista
11 anos — Mesada: R$ 20

Cofres de porquinho não duram muito com Nicoly. Ela já quebrou vários, porque não consegue segurar o desejo de comprar produtos que estão na moda. Ela queria muito um tênis All Star e teve de juntar três mesadas para comprar.

— Quando quero comprar alguma coisa, fico pensando naquilo o tempo todo até dar um jeito de comprar. Sou consumista como minha mãe. Sei que devia guardar mais, mas não consigo.

Avaliação: Nicoly tem o direito de satisfazer seus desejos e está certa de comprar. Ela não consegue juntar dinheiro porque a mesada dela não é grande. Negociar um aumento com os pais pode ajudar.

 (Ed Alves/CB/D.A Press) 

Alexander Pereira, o comedido
11 anos — Não ganha mesada

Alexander só ganha dinheiro dos pais quando pede e só pede quando precisa. Da última vez, precisou comprar luvas de goleiro de R$ 50. Os pais deram o dinheiro. Quando ele pediu um videogame, teve que esperar um ano para ganhar.

— Quando peço dinheiro para comprar alguma coisa, sobra. Do que sobra, metade eu guardo no cofre, metade separo para alguma necessidade. Sou diferente da minha irmã, Joyce. Ela gasta tudo e pede muito mais dinheiro a nossos pais.

Avaliação: o ideal seria que os pais dessem uma mesada para o Alexander, para que ele não fique à mercê do “sim” ou do “não” deles na hora de comprar. Uma conversa com os dois para negociar uma mesada pode ser a solução.

 (Ed Alves/CB/D.A Press) 

Ketley Tayná Paiva, a dona de um tesouro
11 anos — Não ganha mesada

Ketley queria ganhar mesada, mas não pode. Mesmo assim, consegue poupar o pouco que recebe, de vez em quando, dos pais. Ela ficou encantada com o livro O tesouro do vovô:

— No livro, Dudu acha que o vô dele tem um tesouro porque ele não trabalha, mas tem dinheiro. No fim, o vô ensina que a receita é a aposentadoria e o dinheiro que ele guarda. Eu pareço com o vô, pois guardo muito dinheiro.

Avaliação: é ruim apenas gastar e é ruim apenas poupar. Gaste dinheiro com coisas que você gosta também. Quanto à mesada, explique aos pais o quanto é importante ter uma para aprender a administrar seu dinheiro.

 (Ed Alves/CB/D.A Press) 

Hildeberto Sampaio, o passado para trás
12 anos — Semanada: de R$ 10 a R$ 20

Hildeberto gosta de juntar dinheiro num cofre para comprar o que quer. A última aquisição foi um caderno de Os Vingadores, de R$ 35, e a próxima meta é um relógio. Nem todas as compras dele, porém, foram bem-sucedidas: gastou R$ 120 num celular falsificado que não funcionava:

— Foi horrível! Eu comprei com meu pai e quando voltamos lá para reclamar, o vendedor tinha sumido. Perdemos nosso dinheiro.

Avaliação: bem-vindo ao mundo real, Hildeberto! Infelizmente, há muitos golpistas por aí. A experiência fica de lição: comprar coisas falsificadas é um barato que sai caro. Compre apenas em lojas autorizadas e que emitam nota fiscal.

 (Ed Alves/CB/D.A Press) 


Márcia Carmélia Barros, a seguidora dos pais
12 anos — Mesada: R$ 10

Apesar de dizer que não gosta de gastar, a mesada de Márcia sempre acaba antes do fim do mês. Ela sabe que deveria poupar, mas diz agir como os pais:

— Quando meus pais querem uma coisa, eles vão lá e compram. Não se importam muito se vão ficar apertados depois. Eu devia guardar mais para ter dinheiro no futuro, mas acabo gastando, pois sempre tem algo que eu quero comprar.

Avaliação: quando se ganha pouco é difícil poupar, então, garanta que você comprará apenas coisas que valem a pena. Também seria bom negociar um aumentinho de mesada de R$ 5 ou R$ 10 com os pais.

 

 

 

Tags:

publicidade

publicidade