SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Calendários diferentes marcam semana do saco cheio em Brasília

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/10/2012 19:08 / atualizado em 10/10/2012 19:30

A Secretaria de Educação do Distrito Federal decidiu pela união dos dias de feriado - Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e o Dia do Professor (15 de outubro) - em todas as escolas da rede de ensino público local. Mais de 480 mil alunos das 14 regionais distritais terão quatro dias para viajar, descansar ou mesmo para colocar a matéria em dia, já que as avaliações finais das séries se aproximam. Cursinhos pré-vestibular e faculdades também definiram suas regras para a semana.
Iasminny Thabata Sousa Cruz


Ellen da Cruz Gonçalves, 18 anos, estudante do 3º ano do ensino médio do Dínatos, vai aproveitar os dias do feriado prolongado para participar, com a amiga Rebeca Maria Pergentino, de atividades extra-classe. As alunas estudam há mais de um mês para a simulação da Organização das Nações Unidas (ONU) que vai ocorrer entre 11 e 14 de outubro. Elas precisarão fingir que são diplomatas para resolver problemas internacionais. “Vamos precisar decidir uma nova partilha para a Palestina. Estamos estudando muito, mas vemos esse tempo como uma oportunidade de melhorar nossa formação”, explica Ellen.

No Colégio Marista de Brasília, o Maristão, a comemoração do Dia do Professor foi adiantada e trazida para a semana do dia 7 a 12 de outubro. Toda essa semana será de recesso e as aulas voltam normalmente na segunda-feira (15). No Maristinha, as atividades ocorrem até quinta-feira (11) com programação especial para o dia da criança e retornam na terça-feira (16).

Calendários diferentes
Cursinhos pré-vestibulares como Olimpo, Galois e Dínatos adotaram, cada um, atividades distintas. O Galois vai paralisar todas as atividades durante a semana de saco cheio e retornará as aulas na terça-feira (16).

O curso preparatório para vestibular do Olimpo não terá aulas apenas na sexta-feira (12). Na segunda-feira (15) as aulas reiniciam normalmente. A coordenadora de unidade da instituição, Larissa Souza, explica que os estudantes precisam utilizar esse tempo com muita disciplina. “Os alunos têm que aproveitar esses dias como diferencial. Precisam estudar com tarefas extras para obterem uma preparação melhor e terem destaque sobre outros alunos”, defende a profissional.

O coordenador do cursinho preparatório Dínatos José Maria de Carvalho concorda. Ele explica que o pré-vestibular é um período curto, especialmente em Brasília, onde as provas ocorrem de seis em seis meses e, portanto, é necessário otimizar o tempo. “Os estudantes que estão fazendo cursinho nesse período já saíram do ensino médio e estão acostumados com a ideia de que é preciso estudar. É possível, por exemplo, resolver simulados”, indica. O Dínatos fechará as portas apenas no feriado de sexta-feira. De sábado em diante, as aulas ocorrerão normalmente.

Ensino superior
As universidades do Distrito Federal também possuem calendários diferentes. A Universidade Católica de Brasília (UCB), em Taguatinga, por exemplo, fecha as portas da pós-graduação e do mestrado de 10 a 16 de outubro. Na graduação, os laboratórios e auditórios poderão ser utilizados pelos estudantes que completam o curso ou que queiram praticar esportes nas dependências da faculdade.

No Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), a semana de saco cheio já era prevista no calendário como recesso administrativo. Nada funcionará entre sexta-feira e segunda. No Instituto de Educação Superior de Brasília (Iesb), não haverá aula na sexta nem na segunda, mas no sábado (13/10), haverá aulas.

Regras
A semana do saco cheio é a conhecida por causa do recesso escolar em que instituições de ensino paralisam as atividades entre os dias do feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e o dia dos professores (15 de outubro). Este ano, as datas caíram em uma sexta-feira e em uma segunda-feira, respectivamente, o que deu motivo de sobra para esticar os dias de descanso.

O feriado prolongado está presente em calendários escolares e universitários, mas fica a encargo das instituições particulares e da rede de ensino brasileiro adotar ou não a união dos dias comemorativos. A visão do Ministério da Educação é de que os estados - responsáveis pelas escolas públicas de ensino médio - e municípios brasileiros - responsáceis pelos ensinos infantil e fundamental - ficam responsáveis por criar o calendário de dias letivos e podem adotar o recesso desde que cumpram a carga horária mínima prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). No Distrito Federal, a decisão é da Secretaria de Estado de Educação (SEDF).

Este ano, o governo federal marcou no calendário oficial do país oito feriados nacionais e oito pontos facultativos, 16 ao todo, dois dias a mais do que em 2011. Nas escolas, outubro já faz parte do último bimestre letivo e milhares de estudantes de cursinhos preparatórios organizam revisões e assistem às últimas aulas antes das provas de vestibular. Para todos esses alunos, a semana do saco cheio chega como período de viagens, descanso ou mesmo aprendizagem.

Curiosidade
O início do costume de emendar os feriados de Nossa Senhora Aparecida e do Dia do Professor no Brasil vem da Semana da Batata na Alemanha. A tradição veio de diversos colégios de origem alemã, ao dar uma semana de recesso no mês de outubro aos alunos.

Segundo o costume, as crianças precisavam parar de estudar por uma semana para ajudar seus pais na colheita de batata. Posteriormente, outros colégios no Brasil adotaram a prática e por volta de 1982 a ideia foi acolhida por estudantes universitários, cansados do ritmo de estudo, que decidiram unir os dias entre os feriados.
Tags:

publicidade

publicidade