SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Brasileiros viajam à Colombia para disputar Olimpíada de Matemática

Delegação é composta por seis jovens do ensino médio de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/07/2013 19:05 / atualizado em 19/07/2013 19:38

 OBM/ Divulgação
Seis estudantes brasileiros embarcam neste domingo (21) rumo a Colômbia para representar o país na 54° edição da Olimpíada Internacional de Matemática (IMO). O evento, criado em 1959, ocorrerá ao longo da próxima semana na cidade de Santa Marta e reunirá 531 jovens, de 103 nacionalidades diferentes.

Com idades entre 14 e 19 anos, os participantes, alunos do ensino médio, passarão por uma maratona de testes compostos por seis questões, divididas em duas provas. Segundo a organização da IMO, serão cobrados conteúdos como álgebra, teoria dos números, análise combinatória e geometria.

Entre a equipe brasileira as expectativas são altas. O Brasil, que integra a disputa desde 1979, tem alcançado bons resultados nos últimos anos. Na última edição, por exemplo, a delegação nacional conquistou a 19° colocação, ficando à frente de países como Alemanha e Suécia.

Receita da vitória
O coordenador-geral da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), Carlos Gustavo Moreira, aposta no forte treinamento dos alunos como estratégia. “A equipe tem tido excelente desempenho no processo de seleção e treinamento, e conta com integrantes que já têm um histórico olímpico com diversas conquistas importantes. Esperamos um resultado bastante expressivo”, diz.

Para chegarem à equipe nacional, Rafael Miyazaki (SP), Alessandro Pacanowski (RJ), Franco Matheus Severo (RJ), Rodrigo Ângelo (SP), Victor Bitarães (MG) e Victor Reis (PE) precisaram superar milhares de estudantes brasileiros. De acordo com a coordenação da OBM, responsável pela escolha e treinamento da equipe no Brasil, a seleção ocorre entre os medalhistas da olimpíada brasileira.

Ao fim da OBM, todos os medalhistas de ouro na disputa, pertencentes ao nível três (ensino médio), são convidados a participar da peneira para a etapa internacional. Durante quatro meses, dezenas de estudantes realizaram provas e listas de exerícios, até que os seis nomes do time fossem escolhidos.

Dedicação
Victor Reis, 18 anos, conta que a conquista da vaga na seleção foi fruto de muito esforço. Calouro na Olimpíada Internacional, Reis, que concluiu o ensino médio no ano passado, explica que foram seis meses de estudos, em uma média de quatro horas de dedicação por dia.

“Terminei o ensino médio e decidi me dar um ano livre. Parte dessa escolha foi para me direcionar melhor na preparação”, acrescenta o estudante. Rotina semelhante ao do veterano de disputa, Rodrigo Ângelo, 17, que além da sala de aula, se preparou estudando sozinho na escola e frequentando tutorias no colégio. Para ambos, o treinamento foi bastante reforçado.

Segundo o professor Onofre Campos, vice-líder da equipe, o diferencial do grupo brasileiro é o perfil amadurecido dos candidatos e a grande bagagem trazida por cada um. “Além de inteligentes, os candidatos deste ano possuem, em sua maioria, vivência em outras competições”, destaca.

Onofre ressalta o alto nível da IMO e explica que é difícil obter bons resultados logo na primeira participação. “É uma competição muito tradicional, com uma complexidade altíssima. Normalmente, os alunos mais experientes levam vantagem”, pontua.

Após 30 dias de preparamento intensivo em Brasília e São Paulo, os jovens do Brasil chegam na Colômbia já no domingo (21). Acompanhados pelo professor Onofre Campos, realizarão as duas provas previstas na próxima terça e quarta. Em seguida, aguardarão a correção das questões e o resultado oficial, que deverá ser divulgado no dia 28 deste mês.
Tags:

publicidade

publicidade