SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Manual da volta às aulas

Saiba como se organizar para que dê tudo certo este ano na escola

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/02/2014 12:19 / atualizado em 17/02/2014 12:39

Ana Rayssa

O início de um ano letivo é a chance de rever os colegas e professores e até de fazer novos amigos. É também uma oportunidade de recomeçar e superar seus limites nos estudos, numa série nova e, provavelmente, mais difícil que a anterior. Pensar no primeiro dia de aula pode dar um friozinho na barriga e um pouco de ansiedade. Alguns nem conseguem dormir no dia anterior. Tudo isso é comum, afinal, depois de só brincar, de se divertir e de descansar nas férias, é preciso pegar o ritmo novamente. O Super! consultou especialistas, conversou com crianças e preparou um manual para você se dar bem na escola. Aproveite e boas aulas!

Começando com o pé direito
Entrar em uma série nova série significa que muita coisa vai ser diferente, e organização é a palavra-chave para conciliar a escola com outras atividades. Rafael Machado, 9 anos, mudou de escola e, agora, está no Centro Educacional Sigma. O estudante está tirando as dificuldades de adaptação de letra por ser muito organizado. Ele mantém um cronograma com todos os dias da semana, indicando os horários de cada atividade a fazer.

— Estudo uma matéria por dia, e gosto muito da terça-feira, quando estudo matemática. Gostei muito desta escola, porque aqui estudo mais e faço mais tarefas do que na outra onde eu estudava antes.

 

Ana Rayssa
 

 

Outra dica é escolher um local apropriado para se dedicar às tarefas e trabalhos. Isso facilita na concentração e melhora o desempenho. Mariana Guths, 11, estuda no Centro Educacional Leonardo da Vinci e mantém um espaço em seu quarto para estudar:

— Eu estudo no meu quarto, que é silencioso, iluminado e fresco. Este ano, pretendo melhorar minhas notas e tentar gostar de matemática.

João Pedro Hauck, 11, estuda no Leonardo da Vinci e também não se dá bem com números. Ele desenvolveu uma estratégia para alcançar esse objetivo: utilizar o plantão do colégio e pedir ajuda aos monitores:

— Ano passado utilizei bastante o plantão em todos os períodos e isso me ajudou muito! Se não fosse o plantão, eu teria tirado notas bem piores! Ter uma rotina também é importante. Se você ficar desorganizado, não vai dar certo.

Dicas

Confira as sugestões da psicóloga infantil Penélope Ximenes, da nutricionista Lara Garcia e da pedagoga Francisca Paris para tirar nota 10.

Ajustando o relógio
Ah, as férias! É possível dormir e acordar quando bem entende. Mas, agora, que acabou, é importante retomar o ritmo. Para se adaptar aos novos horários, durma cedo para não ficar cansado no dia seguinte. É importante também entender que os estudos são prioridade e as outras atividades devem ser secundárias. Passeios que eram feitos em qualquer dia, como ir ao cinema, devem ser reservados aos finais de semana. Os encontros com o melhor amigo também não podem ocorrer todo dia, mas podem ser semanais.

Tique-taque, tique-taque
Não chegue atrasado nas aulas. O recomendável é estar na escola de 10 a 20 minutos antes de o sinal tocar. O menor dos atrasos pode atrapalhar nos estudos. Os instantes iniciais em sala de aula são fundamentais, pois é nesses momentos que o professor dá as boas-vindas, que os alunos se acomodam nas cadeiras e que todos se preparam para o início da aula. Perder essa parte do dia faz com que você chegue atribulado e ainda corra o risco de perder uma parte do conteúdo.

Levantamento de dedo indicador
Aluno bom é aluno que tem dúvida e pergunta. A escola é o lugar de aprender, então, é também o local perfeito para perguntar. Não se intimide! Qualquer dúvida é bem-vinda e não existem perguntas burras. Preste bastante atenção às aulas e tente absorver ao máximo o que o professor ensina. Se não entendeu, pergunte. Se continuar sem entender, pergunte de novo, e de novo, e de novo, até que não restem dificuldades.

Segunda, terça, quarta...
Tenha uma agenda. Pode ser de papel, no computador, no smartphone ou no tablet. Não importa. O importante é ter registro de todas as atividades e dos horários que deve cumprir. Isso ajuda a priorizar o que é mais urgente. Por exemplo: se uma tarefa deve ser entregue na segunda e outra, na quarta, concentre-se naquilo que deve ser feito primeiro. Uma agenda é importante também para anotar os horários e dias das aulas e saber que material precisa levar a cada dia.

Vish! Tem prova amanhã!
Nada de estudar apenas nas vésperas das provas! É fundamental, a cada dia, reforçar o conhecimento. O aprendizado acontece aos poucos e não de uma vez só. Em outras palavras, nosso cérebro só absorve informações novas se houver outras, mais básicas, que já foram fixadas. Por isso é importante aprender um pouquinho a cada dia, estudando, fazendo o dever de casa, perguntando aos professores e conversando com colegas sobre a matéria.

Preparando um cantinho
As pessoas fazem várias coisas ao mesmo tempo: conversam, comem, falam ao telefone, conferem as redes sociais… Para não ficar perdido, é essencial, além de separar um tempo para estudar, ter um espaço em casa reservado para isso. Estudar exige concentração e esforço mental, que não são possíveis se houver distrações. Então, não precisa ser um local sofisticado, basta uma mesa ou escrivaninha onde apenas as tarefas da escola são desenvolvidas.

Amigos livros
A internet é uma das invenções que mais mudou a vida das pessoas. Nos sites de busca, é possível encontrar quase todo tipo de informação. Mas é indispensável ter outros materiais de consulta. Fotografias, revistas, jornais, enciclopédias e outros devem ser conferidos constantemente ao longo do ano e também devem ser fonte de conhecimento para atividades escolares.

Eu e meu aprendizado
Seu objetivo na escola não deve ser tirar notas altas, ser aprovado ou vencer em festivais, e sim a aprendizagem. Em vez de se comparar a outros colegas, concentre-se em seu próprio desenvolvimento. Tente também não encarar as disciplinas como algo sem importância, que não fará diferença em sua vida. Entenda que arte, cultura, história, matemática, filosofia e outras ciências são conhecimentos que a humanidade construiu ao longo dos anos e que você tem o direito (e o dever) de aprender.

Meu lanchinho
Na hora de fazer ou comprar o que comer no recreio, prefira alimentos integrais. Esses alimentos são nutritivos e não vão se transformar em gordura quando o corpo os digerir. Para acompanhar, um suco natural é uma boa pedida. Quem almoça na escola deve fazer um prato colorido com um carboidrato (arroz, batata, mandioca), um grão (feijão, lentilhas), uma proteína (carne, frango, peixe), além de salada. Lanche e almoço são diferentes. Ou seja, nada de substituir arroz e feijão por sanduíche ou torta.

Eba, hora de brincar!
Há muitas regras sobre como e quando estudar, mas esta não é a única parte importante da vida. Rotinas são fundamentais para adaptação e organização, mas o tempo livre também merece atenção. Muitas crianças ficam estressadas, hipertensas e desenvolvem doenças por causa da pressão. Saia dessa! Se cumpriu as obrigações, não há mal nenhum em tirar um tempo para brincar, inventar, cozinhar, ler um livro e fazer o que dá prazer.
 

Tags:

publicidade

publicidade