Escola do Rio foi a única sorteada com ingressos para a final da Copa

Ministério da Educação distribuiu 24 mil pares de ingressos de graça em todo o país

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/05/2014 18:16 / atualizado em 19/05/2014 18:19

Agência Brasil

Alunos de uma escola pública do Rio de Janeiro vão assistir de graça à final da Copa do Mundo, no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, dia 13 de julho. Eles são da Escola Municipal Coronel José Gomes Moreira, de Bangu, na zona oeste da cidade, a única no país sorteada pelo Ministério da Educação (MEC) para ver a última partida do Mundial. Também terão direito a entradas um responsável por criança e representante da escola. Os nomes dos alunos ainda não foram divulgados.

O ministério sorteou 24 mil pares de ingressos para escolas da rede pública nas 12 cidades-sede da Copa. Foram escolhidas 901 escolas, que vão receber, em média, 50 bilhetes por unidade. O sorteio foi feito com base nos números da Loteria Federal, da Caixa Econômica. No Rio, 11 escolas públicas foram contempladas com ingressos para jogos nas diferentes etapas.

O MEC prometeu anunciar os alunos beneficiados com ingressos antes do início do torneio. Além de entradas para a partida que revelará o campeão mundial de futebol de 2014, serão distribuídos ingressos para a semifinal, as quartas de final, as oitavas de final e os jogos da primeira fase. Os bilhetes não podem ser vendidos, doados ou transferidos.

Para confirmar o interesse nas entradas, os diretores das 901 escolas sorteadas devem cadastrar um responsável para administrar e retirar os ingressos no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle. Essa pessoa também ficará responsável por recolher os nomes e documentos dos alunos e dos responsáveis que irão às partidas com as crianças.

A escola que recebeu ingressos para a final da Copa, a Coronel José Gomes Moreira, no Rio de Janeiro, tem 510 alunos, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. No Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) mais recente, atingiu nota 5,3 em um ranking de zero a dez. O MEC pretende atingir média 6 entre todas as escolas públicas do país até 2021.
Tags: