SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EDUCAÇÃO »

Receio no jardim de infância

Faixas e cartazes nos jardins de infância do Plano Piloto informam que não haverá vagas para crianças de 3 anos em 2015. Secretaria de Educação garante que as turmas não foram extintas e atribui o aviso a um erro de comunicação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/11/2014 10:29

Adriana Bernardes

Faixa no Jardim de Infância 21 de Abril, na 708/908 da Asa Sul: direção da unidade diz que a recomendação partiu da Secretaria de Educação (Antonio Cunha/CB/D.A Press - 17/11/14) 
Faixa no Jardim de Infância 21 de Abril, na 708/908 da Asa Sul: direção da unidade diz que a recomendação partiu da Secretaria de Educação

“Não haverá oferta de maternal 2 nos jardins de infância do Plano Piloto para o ano letivo de 2015.” O aviso está em faixas nos portões ou em pequenos cartazes afixados nas secretarias das 18 instituições. Quando não está impressa, a orientação é repassada verbalmente para os pais que procuram informações sobre a matrícula dos filhos de 3 anos para 2015. A informação surpreendeu e preocupou as famílias, que contavam com o ensino no Plano Piloto. A Secretaria de Educação garante que as turmas não foram extintas e que pode ter havido um erro de comunicação com as escolas.


Pai de três crianças, o servidor público federal Mauro César Chaves, 40 anos, ouviu da direção do Jardim de Infância 21 de Abril, na quadra 708/908 da Asa Sul, que a recomendação partiu da Secretaria de Educação. “A justificativa me pareceu pouco razoável. Não me parece que haja impossibilidade de se manter os alunos de 3 anos e atender a todos os de 4 e 5 anos”, disse.


A reportagem conversou com profissionais de três jardins de infância da Asa Sul. Todos disseram exatamente a mesma coisa: foram avisados do fim do maternal em 2015 há cerca de 15 dias, sob a justificativa de que a prioridade será o atendimento às crianças de 4 e 5 anos, faixa etária em que o governo está obrigado a atender de forma universal até 2016.
A diretora do Jardim de Infância da 305 Sul, Mirian Terra, explicou que a orientação partiu da Regional de Ensino. “Tenho que esperar todo o período de matrícula das crianças de 4 e 5 anos, que vai de 29 de dezembro deste ano a 12 de fevereiro de 2015. As aulas começam exatamente no dia 12. Depois desse dia, se houver sala ociosa, abriremos turma de maternal 2. É isso que estamos explicando aos pais. Essa situação nos tira toda e qualquer possibilidade de planejamento para receber esses alunos”, explica.

Sem lógica
O caminhoneiro Luiz Rodolfo dos Reis Monteiro, 27 anos, mora em Taguatinga e está preocupado com o futuro do filho Marcelo. O menino fez 3 anos em julho. Se não conseguir a matrícula dele no maternal para 2015, o garoto só começará a estudar com 4 anos e meio. “Acho que o governo está é querendo cortar custos. Não tem lógica nenhuma essa história”, criticou.


Ao contrário do que tem sido informado aos pais pela direção dos jardins de infância do Plano Piloto, a Secretaria de Educação garante que as turmas de maternal não acabaram. E que o processo de matrícula será o mesmo dos últimos quatro anos. Perguntado sobre o que gerou a confusão, o subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação Educacional da pasta, Fábio Pereira de Sousa, acredita que pode ter havido um erro de comunicação. “Em 17 de dezembro, já saberemos onde haverá salas ociosas. Pode ser que não tenhamos o mesmo número de turmas, mas a oferta será garantida”, assegurou.

Tags:

publicidade

publicidade