SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Brasil fica em 1º lugar em torneio de profissões técnicas; DF leva ouro

Representante da capital foi o melhor na modalidade de refrigeração

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/04/2014 17:27 / atualizado em 08/04/2014 18:26

Divulgação
O Brasil ficou com o primeiro lugar no quadro de medalhas da terceira edição WorldSkills Américas, competição interamericana de profissões técnicas que ocorreu na Colômbia entre 1º e 5 de abril. Com 30 medalhas em 31 modalidades, sendo 25 de ouro, o país conseguiu o melhor resultado da história no evento.

O representante do Distrito Federal Gabriel Cardoso, 20 anos, ganhou a medalha de ouro na modalidade de refrigeração. Ele disputou com estudantes de quatro nacionalidades diferentes. “Me preparei durante seis meses, mas mesmo assim, não esperava esse resultado. Aprendi muitas outras técnicas durante os 10 dias que ficamos lá e acho que com esse grande resultado do Brasil, a educação profissional é mais valorizada e mais jovens conhecem as oportunidades que podem ser geradas”, diz.

A competição reuniu 186 estudantes de cursos técnicos e de aprendizagem profissional para realizar provas nas mais diversas áreas, como refrigeração, cabeleireiro, confeitaria e robótica. Vencem aqueles que conseguem resolver o desafio dentro do menor prazo com o menor número de falhas. Com 16.755 pontos, a delegação brasileira ficou mais de três mil pontos à frente da colombiana, segunda colocada.

A equipe brasileira que participou da Worldskills Américas era formada por 34 jovens, dos quais 30 são do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e quatro do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Além de ter o melhor desempenho entre as delegações, o país também teve o melhor competidor individualmente. O potiguar Rafael Pereira, 20 anos, disputou na modalidade de soldagem e completou 576 pontos, sendo que a pontuação máxima era de 600 pontos. Veterano em competições desse tipo, ele foi ouro na Olimpíada do Conhecimento, em 2012, o torneio brasileiro, e prata no mundial, a WorldSkills International, realizada em Leipzig ano passado.

Para o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi, o resultado representa o esforço da instituição em avançar na excelência da educação profissional oferecida no Brasil. “A WorldSkills tem esse papel. Estamos numa fase de grande ampliação de acesso ao ensino técnico, com o Pronatec, o programa do governo que estimula a educação profissional. As avaliações internacionais ajudarão a aumentar o número de brasileiros com formação técnica e garantir ao país a qualidade desses profissionais”, afirma Lucchesi.
Tags:

publicidade

publicidade