SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

DF conquista sete medalhas na Olimpíada do Conhecimento

Eventou se encerrou neste domingo. Delegação do Distrito Federal competiu em 22 categorias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/09/2014 12:34 / atualizado em 08/09/2014 12:44

O Distrito Federal conquistou sete medalhas na Olimpíada do Conhecimento 2014, maior evento de educação profissional da América, realizada 3 a 6 de setembro em Belo Horizonte. O anúncio foi feito na noite deste domingo (7), na cerimônia de encerramento da competição. Foram três medalhas de ouro em instalação hidráulica e a gás, segurança no trabalho e enfermagem; três pratas em funilaria automotiva, construção em alvenaria e mecânica de automóveis; e um bronze em panificação. Além disso, nove jovens da capital federal receberam medalhas de excelência, condecoração concedida aos competidores que obtiveram aproveitamento acima de 85% nas provas.

Nilson Carvalho/Divulgação
"O DF foi representado em 22 ocupações profissionais na 8ª Olimpíada do Conhecimento. Em 16 delas, alcançamos a excelência exigida em prazos e padrões internacionais. Isso comprova a qualidade do ensino técnico oferecido na capital federal. Ressalto, ainda, o bom desempenho dos alunos das ocupações voltadas para a Construção Civil, refletindo o investimento em infraestrutura e recursos humanos que o Senai-DF tem feito nos últimos anos em qualificar trabalhadores para o maior setor da indústria brasiliense", analisa o gerente de formação profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-DF), Cláudio Tavares.

Nos quatro dias de torneio, os jovens tiveram que executar tarefas que simulam o dia a dia do trabalho. Para tanto, os eles receberam formação profissional de alto nível técnico, em mais de duas mil horas de treinamento prático e teórico. Desde março de 2013, quando aconteceram as seletivas para esta edição da Olimpíada, os alunos do Senai-DF se dedicaram mais de dez horas por dia, incluindo sábados e feriados, para representar a capital federal na competição.

Premiação

Neste ano, o DF obteve três medalhas inéditas, nunca antes conquistadas por estudantes brasilienses: instalação hidráulica e a gás; funilaria automotiva e panificação. Os jovens que subiram ao pódio foram Anderson Passinho (instalação hidráulica e a gás); Caroline Melo (segurança no trabalho); Renata Biserra (enfermagem); Silas Souza (funilaria automotiva); Robson Silva (construção em alvenaria); Fábio Moraes (mecânica de automóveis); e Edmeire Santos (panificação).

A alegria estava estampada no rosto de Anderson Passinho. O jovem foi o primeiro representante do DF em instalação hidráulica e a gás em uma edição da Olimpíada do Conhecimento e já fez história, conquistando a medalha de ouro na ocupação. Durante o torneio, ele teve que fazer a instalação de Sistema de Aquecimento, com água fria e quente, além da instalação de um esgoto e aparelhos sanitários. "Felicidade é pouco para o que eu estou sentindo. Mas acredito que o competidor ganha a competição nos treinos. Aqui, eu só pude executar aqui e colocar em prática todo o conhecimento que eu adquiri em Brasília", disse. Anderson chegou a trancar faculdade de engenharia civil para se dedicar à preparação do torneio.

Caroline Dias, medalhista de ouro em segurança no trabalho, teve uma prova dividida em quatro módulos. O primeiro avaliou a capacidade teórica dos alunos. Eles receberam uma situação problema e tiveram que propor as melhores soluções. Logo após, eles seguiram para a área de provas da ocupação de Marcenaria. No local, os competidores tiveram que realizar uma inspeção de segurança, coletar dados e fazer uma avaliação de riscos, como ruído, calor, iluminação, entre outros. O terceiro módulo constituiu em apresentar um relatório técnico mostrando os problemas encontrados e evidenciando as soluções legais e viáveis. Por fim, os estudantes fizeram uma apresentação técnica aos avaliadores.

Segundo o instrutor de segurança no trabalho, Eduardo Sampaio – medalhista de prata da Olimpíada do Conhecimento de 2006 – a prova executada pelos competidores da ocupação representa, na íntegra, o que o profissional fará no mercado de trabalho. “Carol está pronta para despontar nas maiores e melhores indústrias da capital federal”, disse Eduardo. “Foi muito difícil, a disputa foi muito acirrada. Por isso, eu estou muito feliz com essa medalha”, disse Caroline, ao descer do pódio.

Já Renata Biserra repetiu o feito de 2012, consagrando o DF bicampeão em enfermagem. A jovem é estudante do Senac-DF. Desde 2008, a competição passou a incluir também alunos de cursos oferecidos pelo Sistema Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Durante as provas de enfermagem, um grupo de atores representaram agentes que fazem parte da rotina dos hospitais, como os pacientes, acompanhantes, familiares e até curiosos. As provas de enfermagem foram dividias em quatro ambientes: hospitalar, reabilitação, ambulatorial e domiciliar. "Eu vim aqui por uma paixão, a enfermagem. A medalha é uma consequência", diz a aluna. Ainda no processo de treinamento da competição, Renata dizia que entrou na Olimpíada do Conhecimento para ter o melhor aprendizado, sempre tendo em foco o paciente.

Nove estudantes do DF conquistaram medelhas de excelência: Cláudio Caetano (soldagem); David Melo (aplicação de revestimento cerâmico); Thiago Silva (eletrônica industrial); Edson Silva (eletricidade predial); Márcio Santos (eletricidade industrial); Joabson Crisostomo (marcenaria); Felipe Carvalho (administração de sistema rede); Tayná Soares (design gráfico); Gilmar de Alcântara (tecnologia da informação para deficientes visuais).

"Esses estudantes são os profissionais do futuro, os talentos que atenderão a indústria moderna, tecnológica e globalizada. É assim que se constrói uma indústria forte e um Brasil mais competitivo e com maiores índices de desenvolvimento", diz o diretor regional do Senai-DF, Albano Esteves de Abreu. E acrescentou: "Parabéns aos 27 alunos que compuseram nossa delegação. Sei que cada um deu o seu melhor. Mesmo que alguns, aqui, não tenham conquistado medalhas, eles conquistaram o melhor para suas vidas: uma profissão", encerra.
Tags:

publicidade

publicidade