SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Último dia para inscrições no programa Ciência sem Fronteiras

Até agora, mais de 22 mil bolsas já foram concedidas. Outras 24 mil deverão ser disponibilizadas até o fim do ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/01/2013 16:53 / atualizado em 25/01/2013 16:56

Os universitários que têm interesse em fazer intercâmbio cultural com ajuda do governo federal têm até às 23h59 desta sexta-feira para se inscrever no programa Ciência sem Fronteiras (CsF). O prazo original era de 14 de janeiro, mas precisou ser prorrogado porque um problema técnico estava impedindo os candidatos dos cursos de design e sistemas da informação.

Os interessados devem entrar no site do Ciências sem Fronteiras e formalizarem o pedido. No edital atual, estão disponíveis bolsas para instituições de ensino de 15 países ao todo. Eles são Suécia, Hungria, Noruega, Austrália, Alemanha, Canadá, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Japão, Portugal e Reino Unido.

Lançado em dezembro de 2011, o programa tem como meta oferecer 101 mil bolsas até 2015, sendo 75 mil com recursos do governo federal e as demais com ajuda da iniciativa privada. Segundo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), no total, 22.474 bolsas foram concedidas até janeiro de 2013. A previsão é de que, até o fim do ano, o governo federal conceda outras 24 mil bolsas.

O processo seleciona estudantes brasileiros que querem complementar os cursos de graduação e pós-graduação no exterior nas áreas de ciências exatas e da terra, engenharia, computação e tecnologia da informação, biologia, ciências biomédicas e da saúde, e indústria criativa (produtos e processos para desenvolvimento tecnológico e inovação). Ao total, 15 países constroem a lista de destinos do programa: Suécia, Hungria, Noruega, Austrália, Alemanha, Canadá, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Japão, Portugal e Reino Unido.
Tags:

publicidade

publicidade