SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Justiça determina que ESCS mantenha matrícula de estudante

A jovem havia sido excluída da lista de aprovados após erro do Cespe

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/03/2014 09:59 / atualizado em 27/03/2014 15:27

Uma liminar concedida pela Justiça, na noite de ontem, determinou que a Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) mantenha a matrícula da aluna Naiana Magalhães Coelho. Ela é a primeira beneficiada de um total de 58 estudantes prejudicados por um erro cometido pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) no vestibular da ESCS deste ano. O processo de Naiana corria na 2ª Vara de Fazenda Pública.

Outro processo, este coletivo, corre na 3ª Vara a pedido dos 33 estudantes de medicina e 25 de enfermagem, inclusive Naiana. A instituição se equivocou na pontuação das redações dos candidatos, fazendo com que os alunos fossem aprovados sem a nota necessária. A primeira lista de novos estudantes foi divulgada antes de a falha ser detectada. Na semana passada, o edital foi anulado e substituído por outro, com novos nomes. Na terça-feira, cerca de 200 universitários e parte dos jovens prejudicados saíram em passeata pelo Eixo Monumental, desde a Câmara Legislativa até o Palácio do Buriti, para chamar a atenção para o problema.

Assista à reportagem da TV Brasília

Tags:

publicidade

publicidade