SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Eleições para o DCE da UnB começam nesta quarta-feira (14)

Pleito termina na quinta (15). Há quatro opções de chapa para o DCE e quatro para representações discentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/05/2014 20:25 / atualizado em 13/05/2014 18:23

Ed Alves/CB/DA Press
Os estudantes da Universidade de Brasília (UnB) votarão na chapa que presidirá o Diretório Central dos Estudantes (DCE) entre quarta e quinta-feira (14 e 15/5). O objetivo é eleger a entidade máxima que representará os alunos durante um ano. A escolha da próxima gestão se dará de forma majoritária, ou seja, a que tiver mais votos vencerá, sem segundo turno. Também serão eleitos os alunos que participarão das Representações Discentes (RD), que dão aos estudantes cadeiras nos conselhos superiores da UnB.

Para este ano, três chapas estão na disputa pelas eleições do DCE e das Representações Discentes: Aliança pela Liberdade, Bloco na Rua e Manifesta. A chapa UnB Aberta pra Quebrada concorre apenas ao DCE, enquanto a chapa inversão disputa apenas vagas as Representações Discentes. Desse modo, no total, há quatro opções de chapa para o DCE e quatro para representações discentes.

Nesta terça-feira (13/5), ao meio-dia, houve debate entre as chapas no Ceubinho. Durante a campanha, que começou em 23 de abril, foram promovidos debates nos outros câmpus também. A posse da chapa vencedora está prevista para a segunda-feira (19/5), às 12h, no Anfiteatro 12, ICC Central, câmpus Darcy Ribeiro.

Confira as principais propostas e expectativas das chapas do DCE

Arquivo pessoal
Aliança pela Liberdade

Representa a chapa vigente no comando do DCE. Conta com 281 inscritos, entre apoiadores e participantes, e tenta a eleição pela terceira vez. Tem como principais propostas ampliação e melhoria da linha 110 (responsável por fazer o trajeto de ônibus entre a Rodoviária e a UnB), manutenção da parceria com a Polícia Militar, aumento da iluminação e contratação de vigilantes especializados. Também defendem a ampliação do atendimento na Biblioteca Central dos Estudantes (BCE) e o mapeamento das estruturas nos quatro câmpus (Darcy Ribeiro, Planaltina, Gama e Ceilândia).

Segundo Nícolas Powiddayko, 22 anos, coordenador de articulação política da Aliança pela Liberdade e estudante do 8º semestre de economia da UnB, a vontade de tentar a reeleição veio do incentivos de alguns estudantes. “Nós vimos que muitas pessoas vieram falar que a gente tinha mudado uma parte da universidade”, completa.

Arquivo pessoal
Chapa Manifesta

Possui 332 membros e representa uma das chapas de oposição à atual. Além disso, alega ser independente da reitoria e de partidos políticos. O grupo tem como principais propostas oferecer um Restaurante Universitário (RU) de qualidade e com preço acessível, ampliação do números de vagas e do valor das bolsas de assistência estudantil, aumento da iluminação nos quatro câmpus, e criação de escolas infantis para auxiliar as mães que trabalham ou estudam na instituição.

Para Ana Maria Afonso, 22 anos, estudante do 6º semestre de enfermagem e membro da Chapa Manifesta, as eleições são muito importantes. “Hoje as pessoas querem discutir mais política. Existe um grande apelo para promover uma mudança no país, e a forma mais próxima de começar isso é através da universidade”, acrescenta.

Reprodução/Facebook
Chapa Bloco na Rua

A chapa possui 99 estudantes e tem como principais propostas maior participação dos alunos por meio de seminários de gestão, em que a chapa vai poder saber os maiores problemas e desejos dos estudantes. Propõem também a ampliação da linha de ônibus 110 com mais véiculos para as cidades-satélites. Além disso, a chapa deseja ser um DCE com maior representatividade e que preze pela democracia, promovendo debates que envolvam grande parte da comunidade acadêmica.

Para Luiza Calvette, 19 anos, aluna do quarto semestre de ciências políticas da UnB e membro da chapa Bloco na Rua, muitos temas que pautaram a sociedade no ano passado, não foram discutidos pelo DCE. “A gente acha que a retirada das cotas raciais da universidade, por exemplo, foi votada apenas por enquetes, sem o devido debate com os alunos”, destaca. Por isso, Luiza ressalta que o principal objetivo do grupo é oferecer mais discussão sobre os assuntos de interesse dos estudantes.

Chapa UnB Aberta pra Quebrada
Reprodução/Facebook
A chapa é formada por 27 membros e apresenta como propostas a extinção das empresas e fundações de direito privado da UnB, investimentos em iluminação, calçamento de vias e treinamento aos vigilantes. Além disso, propõe a criação de um Congresso Estudantil de Base na UnB com a presença de alunos de vários cursos.

Não perca!
Saiba onde encontrar as urnas e onde votam os alunos de cada curso. As urnas ficam abertas das 8h30 às 22h, com exceção das urnas do Gama, da Ceilândia, da Faculdade de Educação Física, do Instituto de Ciência de Política, do Instituto de Relações Internacionais e o do Centro de Excelência em Turismo, que funcionam das 8h30 às 18h30.

Câmpus Ceilândia - estudantes dos cursos de enfermagem, farmácia, fisioterapia, gestão de saúde, terapia ocupacional e fonoaudiologia.

Câmpus Gama - alunos de engenharias

Câmpus Planaltina - alunos de ciências naturais, educação do campo, gestão ambiental e gestão do agronegócio

Campus Darcy Ribeiro:
- Ceubinho, no ICC Norte - duas urnas para alunos de economia, ciências sociais, serviço social, ciência da computação, estatística, arquitetura, computação e matemática
- Ala Norte do ICC - estudantes de história, geografia, filosofia, comunicação organizacional e comunicação social
- Udefinho, no ICC Sul - duas urnas para os estudantes de física, agronomia, veterinária, geofísica, geologia, psicologia, letras, design e engenharia da computação
- Faculdade de Educação Física (FEF) - estudantes de educação física
- Faculdade de Direito (FD) - estudantes de direito

- Instituto de Ciência Política - alunos de ciência política

- Instituto de Relações Internacionais - alunos de relações internacionais

- Insitituto de Artes - estudantes de artes cênicas, artes plásticas, educação artística, música e teoria e crítica da arte
- Faculdade de Ciência da Informação (FCI) - universitários de biblioteconomia, arquivologia e museologia
- Faculdade de Saúde (FS) - alunos de enfermagem, farmácia, nutrição, odontologia, gestão em saúde coletiva e medicina
- No Hospital Universitário de Brasília (HUB) e na Faculdade de Educação (FE) - estudantes de medicina e pedagogia, respectivamente
- Faculdade de Tecnologia - duas urnas para estudantes de engenharia: civil, mecânica, de produção, ambiental, de redes, florestal, mecatrônica e elétrica
- Pavilhão João Calmon (PJC) - duas urnas para alunos de administração, ciências contábeis, gestão de políticas públicas, gestão do agronegócio, relações internacionais e ciências políticas
- Instituto de Química (IQ) - alunos de química, química tecnológica e engenharia química
- Insituto de Biologia (IB) - estudantes de biologia e biotecnologia
- Centro de Excelência em Turismo (CET) - alunos de turismo

Tags:

publicidade

publicidade