SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Servidores da UnB fazem protesto na reitoria nesta quinta-feira (18)

Categoria pede apoio ao movimento nacional, iniciado no último dia 28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/06/2015 10:35 / atualizado em 18/06/2015 10:56

Manoela Alcântara

Ed Alves/CB/DA Press

Em greve desde 28 de maio, os servidores técnico-administrativos da Universidade de Brasília (UnB) foram para a Reitoria, na manhã desta quinta-feira (18), pedir apoio para o movimento que ocorre em todo o país. De acordo com o Comando Local de Greve, as paralisações atingem 73 instituições de ensino superior em todo o Brasil e, na UnB, afeta 80% dos 2,9 mil trabalhadores. Eles fazem serviços diversos como o apoio a pesquisa, segurança patrimonial e pagamento dos compromissos financeiros da universidade. 

Um dos principais pontos da pauta exposta pela categoria é o corte no orçamento da educação anunciado, pela presidente Dilma Rousseff no início do ano. “A Reitoria é um ponto central da universidade, não é um ato contra ela. É uma greve nacional. Os cortes na educação trouxeram vários prejuízos para a universidade”, afirmou Edmilson Lima, do Comando Local de Greve (PLG). 

Outra reivindicação da categoria é a reposição salarial de 27,3% e a implantação do sistema de horário corrido. A próxima assembleia está marcada para a próxima quarta-feira (24).

publicidade

publicidade