SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mais Cultura nas Universidades

Instituições terão R$ 20 milhões para apoiar atividades culturais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/07/2015 09:48

Portal MEC

Um total de R$ 20 milhões beneficiará 18 instituições federais de ensino superior contempladas com recursos para executar seus planos de cultura. Elas foram selecionadas pelo programa Mais Cultura nas Universidades, uma parceria entre os ministérios da Educação e da Cultura destinada a apoiar e incentivar a valorização e a difusão das manifestações culturais entre as comunidades acadêmicas. O resultado da seleção foi publicado na última sexta-feira, 10, no Diário Oficial da União.

Foram classificadas 98 instituições, e contempladas as 18 melhor classificadas. O repasse será efetuado em duas parcelas, sendo a primeira prevista para o segundo semestre deste ano e a segunda, para 2016. O programa Mais Cultura nas Universidades tem como objetivo apoiar atividades realizadas em escolas públicas, e ações de criação e fomento de rádios e tevês universitárias, produção de festivais culturais universitários, criação de grupos de pesquisa e de novos cursos de pós-graduação em temas ligados à cultura, criação de museus para preservação da história das universidades e a reestruturação e compra de equipamentos para espaços de ensino e pesquisa já existentes.

 

O programa foi lançado no final do ano passado e teve inscrições abertas até o dia 23 de março. Suas ações serão desenvolvidas ao longo de 12 a 24 meses, a partir de um ou mais dos seguintes eixos temáticos: educação básica; arte, comunicação, cultura das mídias e audiovisual; arte e cultura digital; diversidade artístico-cultural; produção e difusão das artes e linguagens; economia criativa, empreendedorismo artístico e inovação cultural; arte e cultura: formação, pesquisa, extensão e inovação, e memória, museus e patrimônio artístico-cultural.

 

Dentro do Ministério da Cultura, o programa é de competência da Secretaria de Educação e Formação Artística e Cultural (Sefac) e, no Ministério da Educação, da Secretaria de Educação Superior (Sesu). Para a titular da Sefac, Juana Nunes, o processo foi um grande avanço na relação com a instituições, pois todas as universidades e praticamente todos os institutos federais participaram da disputa, construindo seus plano de cultura em diálogo com os diferentes departamentos e instâncias das instituições, relacionando os eixos do edital e dialogando com as comunidades dos territórios onde estas estão inseridas.

 

“É uma vitória para nós, do Ministério da Cultura, que a educação, cada vez mais, venha absorvendo a ideia de que a cultura e a educação têm que andar juntas”, disse ela. “O projeto das universidades perpassa a construção de um projeto cultural que leva em conta a extensão na área da cultura, pesquisa e o fortalecimento dos cursos de arte das instituições, para pensá-las, inclusive, como espaços culturais abertos a toda a comunidade.”

 

Para o diretor de políticas e programas de graduação do MEC, Dilvo Ristoff, a criação de um programa de extensão universitária voltado especificamente para a cultura dá a ela – dentro do enorme conjunto de programas e projetos que compõem as muitas linhas de ação da extensão universitária – “uma nova dimensão e um destaque sem precedentes no meio acadêmico”. Segundo ele, “a cultura, historicamente à margem das ações extensionistas, passa a conquistar, com este programa, uma decisiva centralidade”.

 

Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Cultura

publicidade

publicidade