SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

UNIP »

Qualidade com ação social

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/06/2016 16:30

Renato Vaz
A Universidade Paulista (Unip) iniciou as atividades em 9 de novembro de 1988. Teve a fundação a partir do Instituto Unificado Paulista (IUP), do Instituto de Ensino de Engenharia Paulista (IEEP) e do Instituto de Odontologia Paulista (IOP). O primeiro foi autorizado a funcionar em 1972, inicialmente com os cursos de comunicação social, letras, pedagogia e psicologia. Estabeleceu-se, então, três câmpus avançados fora do estado de São Paulo: em Brasília, Goiânia e Manaus. O primeiro vestibular na capital federal foi realizado em 1999.

Além dos atendimentos gratuitos oferecidos à comunidade, a Unip se destaca no desenvolvimento de projetos de responsabilidade socioambiental. Como exemplo, recentemente, houve a parceria estabelecida com o GDF, por intermédio da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh). O plano de ação está em execução e prevê promoção da saúde e da qualidade de vida para a população atendida nas unidades da secretaria, distribuídas por todo o DF.“A Unip tem aprimorado a política de inclusão de alunos no ensino superior. Pratica valores de mensalidades acessíveis, oferece concurso de bolsas de até 100% de desconto, condições de parcelamentos especiais, financiamento estudantil e bolsas de iniciação científica”, ressalta o diretor local da Unip, Pedro Paulo de Morais.

Hoje, a universidade oferece diversos tipos de atendimentos inteiramente gratuitos à comunidade. Além disso, desenvolve inúmeros projetos de extensão universitária, no qual promove saúde e qualidade de vida para a população. Os números da instituição comprovam o investimento para o melhor ambiente. São 339 laboratórios da área da saúde, 90 clínicas (psicologia, fisioterapia, enfermagem, odontologia, nutrição), 171 laboratórios da área de humanas (fotografia, rádio e TV), 34 escritórios de assistência judiciária, 174 laboratórios na área de exatas (engenharia e arquitetura), 252 laboratórios de informática e mais de 800 mil atendimentos à comunidade por ano. “A Unip gerencia uma rede educacional de 9.249 computadores com 254 pontos fixos de conexão”, afirma Pedro.

A universidade possui estrutura física e organizacional capaz de responder com qualidade e velocidade às demandas da sociedade contemporânea. A proposta acadêmica moderna vem sendo reconhecida nas periódicas avaliações do Ministério de Educação, em que os todos cursos avaliados obtiveram conceitos positivos. Pela quarta vez consecutiva, foi eleita a melhor universidade particular, na visão dos principais empregadores do Brasil. Segundo Morais, para se manter no ranking das melhores instituições, a Unip investe na seleção e no desenvolvimento do quadro de funcionários. “O maior diferencial está na qualidade do corpo docente, formado por mestres e doutores, que, além dos conhecimentos científicos, trazem para a sala de aula toda experiência acumulada pela vivência prática do mercado de trabalho”, destaca.

Sucesso e competência

Trabalhar para a consolidação do cumprimento da missão institucional, articular as atividades de ensino, de pesquisa e de extensão, em consonância com as demandas apresentadas pela sociedade brasiliense são os compromissos que a Unip preza. Para Pedro, o sucesso profissional está proporcionalmente relacionado à competência, que se desenvolve na interação de conhecimentos, habilidades, atitudes e valores com ambiente de negócio em que o profissional está inserido. “E é reconhecida pela qualidade das entregas (resultados) que efetivamente são disponibilizados à empresa, aos clientes e à sociedade como um todo. É preciso estar atento às necessidades do negócio e pronto para apresentar soluções inovadoras e eficientes”, afirma.

"Sem dúvida, o maior diferencial está na qualidade do corpo docente, formado por mestres e doutores, que além dos conhecimentos científicos, trazem para a sala de aula toda experiência acumulada pela vivência prática do mercado de trabalho”
Pedro Paulo de Morais, diretor local da Unip

publicidade

publicidade