SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Conheça os candidatos à vice na disputa pela reitoria da UnB

Câmpus de Planaltina recebe debate às 11h

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/08/2016 10:16 / atualizado em 18/08/2016 10:29

Mariana Niederauer - Especial para o Correio

O câmpus da Universidade de Brasília (UnB) em Planaltina recebe, hoje, às 11h, os candidatos a ocupar o cargo máximo da instituição. Esse será o terceiro dos cinco debates marcados durante o primeiro turno do processo de consulta para a reitoria. Ao lado dos postulantes, sentarão os vices de cada chapa. Essa composição é pensada cuidadosamente para que seja alcançado o maior número de votos possível entre os três segmentos que compõem a comunidade acadêmica: professores, técnicos e estudantes.

Bianca Moraes/Divulgação
Em quatro horas de conversa com a atual candidata à reitoria pela Chapa 93 — UnB: Diálogo e ação, Denise Bomtempo, o professor José Manoel Sánchez elencou 30 pontos que considerava essenciais para a universidade. Ao fim da discussão, os dois alinharam todas essas expectativas e ele decidiu aceitar o convite de compor a candidatura como vice. Engenheiro civil de formação — cursou a graduação na UnB —, há 30 anos ele, é docente da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU).

“Minha contribuição tem a ver com a infraestrutura. A UnB necessita urgentemente de um planejamento a longo prazo, de novas formas de contratação”, detalha. Sánchez acredita que o equilíbrio na formação da chapa resultará, numa possível gestão dos dois, em um comando menos maniqueísta. Segundo ele, as administrações costumam se alternar entre aquelas que pendem muito ou para o lado das humanas ou das exatas.

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
Mudanças
Enrique Huelva, do Instituto de Letras, aceitou o convite para compor a Chapa 94 — UnB: diálogo para avançar com a professora Márcia Abrahãodevido ao diagnóstico comum. Para eles, é necessário promover mudanças que tragam a instituição para o século 21. “Gostaríamos de trazer uma gestão mais moderna, descentralizada e ágil. Sem uma gestão de excelência, as áreas fins ficam prejudicadas”, afirma. A proposta da chapa, segundo o candidato a vice, é mapear o fluxo dos processos para torná-los menos burocráticos.

Huelva, que é filho de mãe alemã e de pai espanhol e cursou a graduação na Alemanha, defende ainda o exercício democrático e da autonomia universitária, o que significa, na visão dele, dialogar com as esferas federal e distrital para encontrar soluções tanto para os problemas da instituição quanto para os da sociedade.

UnB Agencia/Divulgação
Sônia Báo, candidata a vice na Chapa 95 — Somos Todos UnB, concorre, ao lado de Ivan Camargo, à reeleição. Mesmo com experiência anterior em gestão acadêmica, à frente do Instituto de Biologia (IB), assumir o posto na Reitoria foi um desafio à parte. “Tive que passar dessa experiência de uma comunidade que era mais ou menos harmônica para um patamar em que a diversidade era muito grande e era preciso conciliar desejos, metas e objetivos diferentes”, avalia.

O esforço de conjugar esses anseios levou a então vice-reitora a perder noites de sono, mas ela acredita estar mais preparada. “Nesses quatro anos, tive um conhecimento muito mais qualificado de todos os processos, anseios e necessidades (da comunidade acadêmica)”, afirma. Sônia atua há quase 30 anos como professora na UnB. Natural de Ijuí (RS), ela é doutora em ciências biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Agenda de debates do 1º turno


Terceiro debate
Hoje, às 11h
Local: Auditório 2 — UAC da Faculdade UnB Planaltina (FUP)
Mediador: Leônio Matos Gomes

Quarto debate

Terça-feira (23), às 11h
Local: Auditório UED da Faculdade UnB de Ceilândia (FCE)
Mediador: Guilherme Portanova

Quinto debate

Sexta-feira (26), às 15h
Local: Centro Cultural da AdUnB — Casa do professor, no câmpus Darcy Ribeiro
Mediador: Beto Almeida

Votação
30 e 31 de agosto
Informações pelo site.

publicidade

publicidade