SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Manifestação

Vândalos invadem e depredam sede do MEC e causam terror a servidores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2016 21:58 / atualizado em 30/11/2016 16:33

Rafael Carvalho

O ministro da Educação, Mendonça Filho, condenou de forma veemente os fatos ocorridos hoje na Esplanada dos Ministérios, particularmente no MEC, que nesta terça-feira, 29, foi invadido por mascarados. Armados com pedaços de ferro e pedras, destruíram móveis, computadores, cadeiras, vidraças, divisórias e depredaram outros bens públicos.

 

"Os servidores do MEC viveram clima de terror. Isso é inaceitável. Como democrata que sou, entendo o direito de protesto, mas de forma civilizada, respeitando o direito de ir e ir. O que vimos hoje foram atos de violência e vandalismo contra os servidores públicos e contra o patrimônio", afirmou Mendonça.

 

O MEC foi invadido e depredado por um grupo de 50 a 100 pessoas, algumas encapuzadas. Os manifestantes atearam fogo em pneus e em lixo tóxico; quebraram vidraças das entradas do ministério, câmeras de segurança e caixas eletrônicos. Segundo a Polícia Militar, alguns usavam artefatos como coquetel molotov. No momento da invasão, alguns servidores saíam do prédio e foram surpreendidos com os ataques, o que causou pânico a centenas de pessoas.

 

Os manifestantes subiram até o segundo andar do prédio e destruíram a Secretaria de Regulação do Ensino Superior (Seres) e parte da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi). A PM evacuou o prédio e prendeu algumas manifestantes.

 

Portal MEC

publicidade

publicidade