Selecionados para residência médica tem até 15 de março para se abster

Matrícula dos aprovados pode ser feita até 31 do mesmo mês

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/01/2017 14:43 / atualizado em 16/01/2017 14:51

Os aprovados nos programas de residência médica de todo o país têm até 15 de março para desistir do curso. A medida, que está na Resolução nº 1/2017, da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação (MEC), busca reduzir o número de vagas ociosas e permitir o acesso de outros interessados em participar dos programas.
 
A resolução também diz que em 1º de março é o início das atividades de residência, que devem ser concluídas no último dia do mês de fevereiro do ano de encerramento do programa. Cada comissão de residência médica (Coreme) das instituições que ofertam as oportunidades devem promover os ajustes nas atividades dos programas de residência para garantir a carga horária mínima e os períodos de férias correspondentes.
 
O médico efetivamente matriculado em programa de residência médica vai ser considerado desistente se deixar de se apresentar ou de justificar a ausência, por escrito, em até 24 horas do início das atividades de formação. A instituição pode convocar, no dia seguinte, outro participante aprovado, de acordo com a ordem decrescente de classificação.

A matrícula dos aprovados nos processos seletivos pela instituição ocorre até 31 de março.