SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Motorista, olhe a pista!

No Distrito Federal, crianças participam de projetos em escolas e mostram que educação no trânsito não tem idade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/03/2016 19:31 / atualizado em 08/03/2016 20:23

Ed Alves

 

Você sabe o que é dar sinal de vida? E as placas que estão espalhadas pelas vias, conhece o significado delas? Aposto que você  aprendeu o que representam as cores do semáforo: a verde é o sinal para seguir em frente, a amarelo diz ao motorista para ter atenção, pois a marcação em breve mudará para a vermelho — que não deve ser ultrapassado de jeito nenhum!

Não é somente o motorista que deve conhecer as regras de trânsito. Ciclistas e pedestres também têm de estar atentos à sinalização do tráfego e, por causa disso, a educação no trânsito deve começar desde cedo. Na Escola Infantil Montessoriana, na Asa Sul, os alunos aprendem desde pequenininhos como se comportar bem no trânsito. Eles participam do projeto Rua de Lazer, que simula como é o trânsito nas grandes cidades. Nesse dia, a criançada leva bicicletas, patinetes, skate e outros veículos para brincar no circuito pintado no estacionamento da escola — claro, respeitando as placas de sinalização fixadas no trajeto e as indicações dos pedestres que pedem para atravessar na faixa.

Catarina Rodrigues, 5 anos, dirigiu uma bicicleta na última edição do minicircuito. Ela se considera boa motorista e conta que conhece as placas que estão na pista:

— A vermelha é a de pare, e a que tem a seta com um traço vermelho é proibido virar à esquerda. Se alguém quiser atravessar a rua, precisa dar sinal de vida, conta a menina, balançando a mão para baixo e para cima para mostrar como deve ser a sinalização.

Já Francisco De Marco, 5, aprendeu o que um motorista não deve fazer de jeito nenhum:

— Ele não pode comer nem usar o celular enquanto dirige, disse o menino, que pilotava um patinete.

A lição sobre o que não deve ser feito no trânsito também foi dada por Miguel Malnati, 5. Ao ouvir a pergunta “O que o motorista deve fazer quando está parado no engarrafamento?”, ele não pensa duas vezes para dar a resposta:

— Tem que esperar e ter paciência!

 

Atravessando em segurança 

 

Carlos Moura

 

Habituados a cruzarem a travessia para chegar à aula, os alunos do Colégio Marista Champagnat, em Taguatinga, tiveram uma aula especial na faixa de pedestres em frente à escola. Além de serem orientados sobre a maneira correta de atravessar a pista, eles aprenderam  lições de trânsito.


 

Gostei muito da aula, aprendi a idade certa para poder andar no banco da frente e também que não posso atravessar na faixa de pedestres sem dar o sinal. Se você não der o sinal na faixa, as pessoas sem educação passam sem olhar e pode ocorrer um acidente, alerta Júlia Ribeiro, 10 anos, lembrando ainda que quem está andando de bicicleta precisa descer do veículo para atravessar na faixa.

 

 


 

Leonardo Artiga, 9, vai para a escola de carona com os pais e  é consciente do papel que o passageiro deve ter dentro do carro:

— Quando meus pais estão dirigindo, eu tento ajudar e fico quietinho para não atrapalhar, não causar um acidente, conta o menino.

 

 

 

 


 

Já Ana Clara Leal observou que nem todos os motoristas de outras regiões têm o costume de parar na faixa quando avistam um pedestre, como ocorre em Brasília.

 

Em alguns lugares, as pessoas param menos. Eu fui à Venezuela e as pessoas dirigiam em alta velocidade por lá. Em Roraima, o trânsito é mais calmo, mas em Manaus as pessoas andavam bem rápido também, observou a menina.

Detran nas escolas
O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) ensina para alunos e professores lições sobre como se comportar no tráfego por meio do programa Detran nas escolas. O projeto existe desde junho do ano passado e atende somente escolas públicas. Para passar os ensinamentos, eles utilizam jogos educativos e brincadeiras com a temática. Que tal sugerir para a professora uma visita do projeto na sua escola? O calendário deste semestre já está definido, mas em breve surgirão oportunidades para que novas escolas participem. Mais informações: detrannasescolas@detran.df.gov.br.
 

publicidade