SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

TECNOLOGIA »

Brasília inspira jogo virtual

Alunos da UnB criam game em que a cidade, em plena Copa do Mundo de 2014, se defende de um ataque aéreo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/08/2013 16:00 / atualizado em 07/08/2013 12:32

Sheila Oliveira

Viola Junior
Quatro estudantes da Universidade de Brasília (UnB) desenvolveram o primeiro jogo de computador, com tecnologia 3D, ambientado em Brasília. Intitulado de Super Tucanos, em referência à aeronave de ataque utilizada pela Força Aérea Brasileira (FAB), o game tem como tema a defesa do espaço aéreo brasiliense durante a Copa do Mundo de 2014, no qual monumentos como o Estádio Nacional de Brasília, a Catedral e o Congresso Nacional são alvos de terroristas. Divulgado em um blog, em 30 de julho, a ferramenta tem mais de 2,4 mil visualizações.

O game é resultado de um projeto da disciplina Introdução ao desenvolvimento de jogos da UnB, considerada uma das mais concorridas na lista de matérias optativas, sendo oferecida apenas uma vez ao ano. De acordo com a professora de ciência da computação e uma das coordenadoras da cadeira Carla Denise Castanho, as turmas contam em média com 60 alunos. “Ela recebe o maior número de inscrições dentre as disciplinas não obrigatórias. Acredito que o tema desperte o interesse dos estudantes, além de ser uma matéria interdisciplinar por reunir conhecimento das áreas de computação, design e música”, explica.

O Super Tucano foi criado por um grupo multidisciplinar formado por dois alunos de ciência da computação, André Lourenço, 23 anos, Bruno Ribeiro, 25; um estudante de biologia, Guilherme Marques, 22 anos; e um de música, Lázaro Franco, 22. “Acho que essa interação contribuiu para o resultado. O Lázaro ficou com a trilha sonora, e o Guilherme, responsável pelo design. Eu e o André cuidamos da plataforma em que o game foi desenvolvido”, detalha Bruno.

Formação de piloto

 A ideia de uma batalha com o uso de aeronaves surgiu da experiência de Bruno ao fazer o curso de formação de piloto. “Estou no processo de retirada do brevê. Meu pai e meu irmão são pilotos, e tenho muito interesse por essa área. Dessa forma, decidimos criar um jogo de aviões”, afirma o estudante. O cenário regional chamou a atenção não só de jogadores mas também de espectadores que assistiram à apresentação do projeto do grupo na aula final da disciplina. “Levamos nossos pais e amigos para ver o trailler oficial do game, e a reação foi positiva. Todos aplaudiram de pé. Descobrimos um mercado de jogos em que o cenário é a nossa cidade. As pessoas se identificam e têm vontade de jogar”, diz André Lourenço.

O projeto acadêmico ganhou status de ferramenta profissional ao investir em uma trilha sonora própria e design elaborado. “A experiência desse grupo foi bastante satisfatória. Eles aprenderam não só a desenvolver as ferramentas necessárias para criar um jogo mas também uma ambientação gráfica própria incorporada a outros recursos, tal como a música e a apresentação do game”, avalia a professora Carla Castanho. “A trilha sonora é um diferencial para o jogo. Alguns jogadores são muito exigentes em relação a esses componentes”, diz Lázaro Franco.

Depois da nota máxima na disciplina, os estudantes fazem planos para o desenvolvimento de jogos profissionais. “Apesar de disponibilizarmos o jogo gratuitamente em nosso blog, pensamos em criar, quem sabe, um game para fins comerciais. Existe um mercado ainda não explorado no Brasil, que é o de ferramentas de jogos em cenários nacionais e regionais. As pessoas estão cansadas em brincar com ferramentas exclusivamente americanas. Os jogadores gostam de misturar realidade e fantasia”, analisa Bruno Ribeiro.

A teoria dos estudantes em relação a necessidade de um jogo ambientado na realidade brasileira parece verdadeira ao se analisar o sucesso do game nas redes sociais. O trailer do trabalho final já foi compartilhado e visualizado por centenas de pessoas, inclusive, no perfil do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UnB. “Desenvolvemos todo o projeto ao longo do semestre e o jogo em um mês e meio. Acho que fizemos um bom trabalho”, afirma André Lourenço.

Avião de combate

Super Tucano é uma aereonave da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) desenvolvida em dois modelos: o A 29-A e o A 29-B. Ele é um avião turboélice de ataque leve, que incorpora os últimos avanços tecnológicos em armamentos. O avião foi criado com intuito de atender os requisitos da FAB, sendo capaz de operar na Amazônia nas operações de reconhecimento armado, interdição, interceptação e destruição de aeronaves de baixo desempenho.
Tags:

publicidade

publicidade