SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Entidade da sociedade civil debatem na quarta mais recursos para a educação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/04/2014 18:10

Agência Senado

Duas organizações da sociedade civil que atuam na busca de melhores condições educacionais às crianças e jovens do país foram convidadas pela Comissão Especial de Financiamento da Educação para apresentar, na quarta-feira (23), propostas que podem aprimorar a educação no Brasil.

Participam da audiência pública, que começa às 14h, a gerente da área técnica do movimento Todos pela Educação, Alejandra Meraz Velasco, e o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara.

O Todos pela Educação é um movimento da sociedade civil cuja a missão é contribuir para que até 2022 todas as crianças e jovens tenham acesso à educação básica de qualidade. O grupo traçou cinco metas para os próximos oito anos. A primeira delas é que todo brasileiro entre quatro e 17 anos deve estar matriculado. Além disso, a alfabetização tem que se dar até os oito anos e o ensino médio ser concluído até os 19 anos. O Todos pela Educação também defende mais recursos para a educação, com um gerenciamento mais eficiente.

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação reúne mais de duzentos grupos e entidades por uma educação pública de qualidade. O propósito é assegurar a todos uma educação pública, gratuita e de qualidade.

A Comissão Especial de Financiamento da Educação é formada por dez senadores e foi criada para debater e propor soluções para assegurar mais dinheiro para a educação pública. O grupo de trabalho é presidido pela senadora Ângela Portela (PT-RR) e tem como relator o senador Cristovam Buarque (PDT-DF).
Tags:

publicidade

publicidade