SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Conselheiros do CAD repudiam uso indevido do minhocão

Órgão colegiado instituiu comissão para discutir medidas de controle para festas na UnB

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/06/2014 19:22

Agência UnB

Murilo Abreu/UnB Agência
Líderes de centros acadêmicos serão responsabilizados por festas realizadas sem autorização da instituição. A medida foi definida durante a última reunião do Conselho de Administração (CAD), realizada na manhã desta quinta-feira (5), no auditório da Reitoria. “Movimento estudantil não é crime. A administração não criminalizará ninguém, mas vamos responsabilizar, com direito ao contraditório, os líderes dessas manifestações”, disse o presidente do CAD, professor Ivan Camargo.

O conselho também aprovou restrição do acesso ao Instituto Central de Ciências (ICC) e instituiu uma comissão, composta por seis membros, para discutir novas medidas de combate às festas irregulares. As professoras Simone Perecmanis, da Faculdade de Agronomia e Veterinária (FAV), e Andréia Maranhão, do Instituto de Biologia (IB), foram indicadas a compor a comissão. Também farão parte do grupo um representante do Decanato de Assuntos Comunitários (DAC), um representante da Prefeitura do Campus (PRC), e dois representantes discentes que devem ser indicados pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE).

A discussão sobre as festas irregulares, um problema antigo da instituição, tem sido reforçada nas últimas semanas, em razão da recorrência desses eventos. Na semana passada, uma festa realizada pelos CAs de Química, Antropologia e Filosofia causou estragos ao patrimônio da universidade e deixou registro de furtos e uma pessoa ferida. A estimativa é de que mais de 1,5 mil pessoas participaram da festa. De acordo com o prefeito do campus, Marco Aurélio Gonçalves de Oliveira, houve consumo de bebidas alcoólicas e drogas.  “Em eventos dessa proporção não há segurança, temos gastos e aulas prejudicadas. E um dos principais prejuízos é à imagem da instituição”, afirma.

INFORMES

No início da reunião, o reitor da UnB, Ivan Camargo, anunciou que a Casa do Estudante Universitário (CEU) foi entregue pela empresa construtora. Resta agora mobiliar os apartamentos, que atenderão 360 estudantes da universidade. “Muito provavelmente no semestre que vem já teremos a casa pronta para ser entregue”, disse.

O reitor também informou que levou o documento de valorização aos técnico-administrativos, aprovado na última reunião do Consuni, em reunião com o Ministro da Educação, José Henrique Paim. “O ministro concorda com o pedido, mas afirmou que essa questão salarial foi pactuada até 2015 e não há possibilidade de reabrir negociação”, declara. Ivan Camargo garantiu que a posição do ministro foi determinante e que o acordo das 30 horas também foi rebatido.
Tags:

publicidade

publicidade