Eleições para reitor da UnB vão para o segundo turno - Eu, Estudante
SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Eleições para reitor da UnB vão para o segundo turno

Ivan Camargo e Márcia Abrahão vão disputar o segundo turno em 11 e 12 de setembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/08/2012 19:55 / atualizado em 24/08/2012 22:43

Diego Amorim

Ed Alves/CB/D.A Press
As eleições para reitor da Universidade de Brasília (UnB) vão para o segundo turno em 11 e 12 de setembro. Ivan Camargo, da chapa 86, “UnB somos nós”, teve 4.977 votos e Márcia Abrahão, da chapa 80, “O amanhã fazemos juntos”, ficou em segundo lugar, com 4.260 votos.
A apuração ainda não chegou ao fim, mas, como as seções que faltam tiveram número pouco expressivo de votos, os dois primeiros colocados já comemoram.

Volnei Garrafa, da chapa 89, “Viver UnB”, terminou a votação em terceiro lugar, com 3.264 votos. Denise Bomtempo, da chapa 84, “Inovação e sustentabilidade”, na quarta posição, teve 3.013 votos. Essa contagem leva em consideração o cálculo da paridade e se refere à apuração das 14 primeiras seções de todos os três segmentos - servidores técnico-administrativos, professores e alunos.

Normas da consulta
O site oficial da consulta eleitoral para reitor traz as regras da disputa. Veja como funciona:
A escolha do próximo reitor da UnB é um processo com três fases distintas: a consulta à comunidade universitária, composta por professores, alunos e funcionários técnicos; a formação de lista tríplice pelo Conselho Universitário (Consuni) e a nomeação do reitor pela presidente da República, Dilma Rousseff. A formação da lista tríplice e a nomeação pelo presidente da República são definidos pela lei 9.192 de 1995.

Em 1º de junho de 2012, o Consuni, por ampla maioria, decidiu que o modelo de escolha repetirá o adotado em 2008. Ou seja, a comunidade irá organizar uma consulta informal, aberta e paritária, sobre quem deve assumir a Reitoria pelos próximos quatro anos.

Após a consulta, o Consuni vai definir quem serão os nomes indicados à presidência da República na lista tríplice e em que ordem de preferência. Na reunião do dia 1º também ficou estabelecido que o Consuni não está obrigado a atender ao resultado da consulta, ou seja, ela não é oficial, mas representativa do pensamento dos professores, técnicos e alunos da Universidade de Brasília.

Para dar seguimento à decisão do Consuni, as associações que representam os três segmentos da universidade - Associação dos Docentes (ADUnB), pelos professores, o Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília (Sintfub), pelos funcionários técnicos, e o Diretório Central dos Estudantes (DCE), pelos alunos - formaram a Comissão Organizadora da Consulta.

O grupo definiu o calendário eleitoral e as regras da consulta. No dia 20, homologou a candidatura de dez chapas, que haviam realizado inscrição no dia anterior, conforme definido no cronograma eleitoral.

A votação será paritária e em dois turnos. O primeiro turno, será nos dias 22 e 23 de agosto. Caso nenhum candidato atinja 51% da proporção dos votos, haverá segundo turno em 11 e 12 de setembro. No dia 14 de setembro, o Consuni se reúne para definir a lista tríplice. A partir daí, cabe à presidente Dilma Rousseff escolher o próximo reitor da Universidade de Brasília. O mandato do atual dirigente, José Geraldo de Sousa Junior, termina em novembro de 2012.

Tags:

publicidade

publicidade