publicidade

ELEIÇÕES NA UNB

Manifestantes reproduzem vídeo sobre ocupação da reitoria em 2008

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/09/2012 13:47 / atualizado em 11/09/2012 14:08

Um grupo de alunos do movimento “Há quem sambe diferente” começou a transmitir um vídeo sobre a ocupação da reitoria da Universidade de Brasília (UnB) em 2008 durante o segundo turno das eleições para o cargo, que começou nesta terça-feira (11/9). A Comissão Organizadora da Consulta (COC) pediu que os manifestantes se retirassem do local por estarem fazendo muito barulho próximo a uma das urnas e estarem atrapalhando a votação.

Os estudantes colocaram um projetor no Instituto Central de Ciências Sul (ICC Sul) e começaram a transmitir o vídeo. Segundo um dos participantes da manifestação, o aluno do curso de serviço social, Lucas Brito, 21 anos, o grupo não está ligado a nenhuma das chapas e está fazendo uma análise das duas candidaturas. Por isso, ele acredita que as regras da eleição estão sendo seguidas.

De acordo com o chefe de segurança Edmilson Lima, o pedido de retirada foi feito pela COC e foi solicitado que os manifestantes passem a ocupar outro espaço e não interferir na votação. Num primeiro momento, no entanto, eles não aceitaram e disseram que iriam aguardar autorização da prefeitura do câmpus Darcy Ribeiro para continuar a transmitir o vídeo. Agora, porém, o grupo já se dirigiu ao Centro Acadêmico do curso de serviço social.

Participação
No ICC a movimentação continua baixa, menor até do que na primeiro turno. Na Faculdade de Tecnologia, porém, o movimento aumentou e chegou a formar-se fila na urna de votação na hora do almoço. Ivan Camargo, da chapa 86, já votou e Márcia Abrahão, da chapa 80, deve votar às 14h.

Memória
Em abril de 2008 o reitor da UnB Timothy Mulholland deixou o cargo após denúncias de má gestão de recursos públicos contra entidades ligadas à universidade. Antes disso, alunos ocuparam o prédio da reitoria por 15 dias para pressionar pela saída de Mulholland.
Tags:

publicidade

publicidade