publicidade

Site localiza pessoas ligadas ao tratamento de transtornos de aprendizagem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/07/2013 18:08

Desenvolvida pelo instituto ABCD, a plataforma online tem como proposta ajudar pessoas, profissionais e entidades a trocarem experiências sobre a dislexia - transtorno genético que dificulta a interpretação do estímulo escrito ou sinal gráfico. O serviço, totalmente gratuito, pretende mostrar as histórias das pessoas envolvidas na causa e encontrar instituições com as quais elas possam interagir sobre os problemas enfrentados diariamente.

A iniciativa é desenvolvida por meio de um mapa, onde os usuários podem marcar sua localização. Com fácil navegação, a ferramenta mostra o local em que cada pessoa ou instituição está, além do e-mail.A prática permite que pais, profissionais e entidades ligados ao tema criam um perfil público para a divulgação de suas experiências.

Segundo Mônica Weinstein, diretora do Instituto ABCD , a troca de dados será muito positiva. “Nós acreditamos que o contato frequente entre pais com preocupações semelhantes, bem como a rápida localização de profissionais e entidades, tem o potencial de influenciar positivamente o desenvolvimento dos jovens que apresentam algum tipo de dificuldade na aprendizagem”, afirma.

Instituto ABCD

Com o objetivo de auxiliar crianças e adolescentes com dislexia e outros transtornos de aprendizagem, o Instituto ABCD foi criado em março de 2009. A instituição é uma OSCIP (Organização da sociedade civil de interesse público) voltada para o atendimento de jovens com distúrbios como a dislexia, discalculia e disgrafia.

Em seus quatro anos de atividades, o iABCD já beneficiou mais de 20 mil crianças e professores de escolas públicas nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, atuando nas cidades de Botucatu, Campos do Jordão, Caraguatatuba, Itaipava, Itapetininga, Marília, Rio de Janeiro, Santo André, Santo Antônio do Pinhal, São Bernardo do Campo, São Caetano, São Paulo e São Roque.
Tags:

publicidade

publicidade