publicidade

Educação

MEC premia professores da rede pública por boas iniciativas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/12/2014 11:20

Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) premiou 39 professores da rede pública de ensino por iniciativas que contribuíram para a melhoria da educação básica no país. O 8º Prêmio Professores do Brasil, que contou com 6.808 projetos de mais de 2 mil municípios, selecionou trabalhos desenvolvidos em diferentes etapas da educação básica. O número de participantes este ano mais que duplicou em relação a 2013, quando 3.221 trabalhos foram apresentados. A premiação ocorreu hoje (11) no Sesc Vila Mariana, em São Paulo.

Entre as iniciativas premiadas está a da professora Maria Áurea Alves Rocha, de Palmas, capital do Tocantins, com o tema Meus Avós São Estrelas. Ela dise que, enquanto trabalhava o livro Flicts, de Ziraldo, com seus alunos, a figura do escritor aguçou a curiosidade das crianças: aquele senhor de cabelos brancos foi logo associado a seus avós. Isso inspirou a professora a abordar o tema da terceira idade, a fim de aproximar os alunos daquele universo.

Fotos e objetos antigos passaram a decorar a sala de aula, e as crianças despertaram interesse em aprender com os avós, que foram convidados a participar de atividades na escola, como nas aulas de culinária, confecção de brinquedos e plantio de horta medicinal. A iniciativa foi um sucesso entre os alunos. “O contato próximo com os avós despertou nas crianças a sensibilidade e o respeito pelos mais velhos. Elas passaram a vê-los como pessoas que merecem carinho e atenção especial”, disse a professora.

Em Belém, no Pará, a professora Diana Lemes Ferreira colocou em prática o tema Educação para o Trânsito, a Vida Pede Passagem. Em 2011, a cidade deu espaço a uma nova avenida, a Independência/Centenário. Houve aumento no número de carros, motos e pedestres transitando no bairro de Benguí, que é cortado pela via. O fato elevou o índice de acidentes e mortes na região, que é próxima à escola.

Diante do problema, a professora encontrou uma maneira de lutar contra a situação. Ela desenvolveu um projeto para conscientizar os estudantes sobre a nova realidade do tráfego local, a importância da segurança nas ruas e do convívio social no espaço público, por meio da construção de uma via pública pedagógica no pátio do colégio e da promoção de oficinas de educação no trânsito. A educadora concluiu que “a realidade do aluno traduzida no projeto pedagógico foi impactante". "Trabalhar o cotidiano do trânsito fez com que as crianças se interessassem mais pelas aulas, envolvendo inclusive a família.”

A professora Gina Vieira Ponte de Albuquerque, que leciona em uma escola na periferia de Brasília,  também foi premiada. Ela desenvolveu com seus alunos o tema Mulheres Inspiradoras, em que trabalhou pela valorização da mulher e contra a violência de gênero. Ela deu uma declaração emocionada ao contar que sua mãe estudou apenas até a quarta série primária. "[Meu pai], com muito custo, aprendeu a desenhar o nome para não carregar no documento de identidade, o estigma de analfabeto”. Gina Vieira ressaltou que eles fizeram questão de que ela estudasse.

“Com o prêmio, volto fortalecida e encorajada à minha escola, à minha cidade, à minha sala de aula, podendo dizer 'vejam o que a educação fez em minha vida'. Eu não só realizei o meu sonho de ser professora, mas posso me orgulhar de ter recebido o maior reconhecimento institucional possível pelo trabalho que realizo.”

Participaram da cerimônia de premiação o Ministro da Educação (MEC), José Henrique Paim, a secretária de Educação Básica do MEC, Maria Beatriz Luce, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o secretário municipal de Educação, Cesar Callegari.

O ministro, em sua fala, destacou a importância do evento por mostrar trabalhos desenvolvidos pelos professores, objetivando a cidadania de seus alunos. “Sem dúvida, [esse] é o principal evento do Ministério da Educação durante o ano, porque nós acreditamos que a premiação do professor e o reconhecimento ao trabalho que ele faz é fundamental para que nós tenhamos no país uma educação cada vez melhor”, disse.

Já a secretária de Educação Básica, que é professora, manifestou a sua alegria com os trabalhos apresentados no evento. “As experiências que vocês inscrevem, e nos ajudam a dar visibilidade à qualidade do trabalho que está sendo realizado nas escolas públicas, são projetos que precisam se integrar cada vez mais para fortalecer o projeto político pedagógico da escola, para assim constituirmos um projeto de educação presente no plano municipal e estadual e que venha a constituir a força de todas as metas do nosso Plano Nacional de Educação”, disse.

Tags:

publicidade

publicidade