SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ENEM

Simulado ajuda candidato a identificar pontos fracos e direcionar estudos

Teste a ser realizado pelo Correio nos próximos dias 12 e 13 é um modo de se familiarizar com a prova

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/10/2013 12:41 / atualizado em 02/10/2013 13:00

Luiz Calcagno

Zuleika de Souza/CB/D.A Press - 4/11/12
Cada um tem um modo de estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Gabriel Guimarães, 18 anos, por exemplo, resolve provas anteriores, faz simulados e estuda, em média, de sete a oito horas por dia. Esse é o programa do jovem, que deseja cursar engenharia mecânica na Universidade de Brasília. O estudante tem, agora, maior dificuldade com biologia. “Para sanar esse problema, aproveito as monitorias do cursinho e tiro dúvidas com amigos e professores. Faço o máximo de simulados também. As matérias que temos mais problemas são as que precisamos focar para superar os concorrentes”, afirma Gabriel. E dá uma dica: “O simulado nos ajuda a lidar com o tempo de prova e em saber como estamos indo. E nos mostra como nos adaptarmos ao estilo das provas, já que estamos acostumados com o vestibular da UnB, não tanto com o Enem.”

Gabriel segue uma das principais recomendações dadas por professores e especialistas em Enem: conhecer as próprias fraquezas e fortalecê-las. Mais que estudar os temas e repetir os exercícios e as provas, além de lembrar os tópicos mais complicados de uma determinada matéria, é preciso fazê-los com velocidade no dia do exame. Quem afirma é o diretor do IMP, professor Antônio Geraldo Maia. Uma das maneiras de colocar isso em prática será o Simulado CB, teste feito, em parceria, pelo Correio Braziliense e o IMP Concursos. As inscrições já podem ser feitas no endereço www.simuladocb.com.br . O simulado será realizada entre 7h de 12 de outubro e 23h59 do dia seguinte.

O teste é uma repetição do Enem: os estudantes terão quatro horas e meia para fazer cada uma das duas provas com o mesmo número de questões do exame nacional, com um total de 180 itens. Encerrado o tempo, os exercícios serão bloqueados e cada candidato receberá, via correio eletrônico, resultado com a nota e a colocação geral e o ranking de cada matéria. Entre as matérias que mais preocupam os alunos, segundo Antônio Geraldo, estão ciências da natureza e suas tecnologias, que incluem física, química, biologia e matemática. “Os realizadores do Enem exigem que a pessoa saiba reconhecer e usar a linguagem, tenha capacidade de compreender fenômenos, de enfrentar situações problema, construir argumentações e elaborar propostas”, explica.

As matérias
No exame, nos dias 26 e 27 de outubro, o estudante enfrentará quatro horas e meia para cada dia, 90 questões para responder, com tempo médio de três minutos por item. As matérias são ciências da natureza e suas tecnologias; matemática; redação; linguagens, códigos e suas tecnologias — que englobam português, literatura e história da arte —; e ciências humanas e suas tecnologias — nas quais estão história, geografia, sociologia e filosofia. “As matérias mais difíceis, normalmente, são as da área de exatas, como matemática e ciências da natureza. E são também as questões mais demoradas para se resolver. A melhor estratégia de superar as dificuldades nesses casos é a prática, o treino. Por isso, é importante, no simulado do Correio, contar o tempo que você gasta. O lado bom é que a proposta pedagógica do Enem evita decorebas. Prestigia a compreensão do fenômeno, do texto, a construção da argumentação”, analisa o professor.

Antônio Geraldo ressalta a necessidade de o estudante se familiarizar com a prova. Outras universidades federais já usam o Enem como porta de entrada há mais tempo que a UnB, por isso, os candidatos desses estados têm mais intimidade com o exame. “Antigamente, 70% das vagas da UnB ficavam com alunos do Distrito Federal. Nosso palpite é que esse número caia para 50%. Por isso, o simulado é importante”, ressalta o diretor do IMP.

Fique ligado
» Data do simulado: 12 e 13 de outubro, no site www.simuladocb.com.br
» Inscrições gratuitas até 11 de outubro
» Serão duas provas, assim como no Enem, disponíveis pela internet, das 7h da manhã de 12 de outubro até as 23h59 de 13 de outubro. O candidato terá quatro horas e meia para finalizar cada prova objetiva — mesmo tempo que o ofertado nos dias do teste real, porém sem a redação
» Data da prova do Enem: 26 e 27 de outubro, às 13h

Dicas
» Leia revistas, jornais e outras publicações para se manter informado sobre o Brasil e o mundo.
» Responda questões de provas anteriores do Enem. As datadas de 2009 até os dias atuais têm conteúdo similar ao que pode ser cobrado nos dias 26 e 27.
» Resolva as questões com tempo cronometrado. A prova tem textos extensos e a agilidade na hora de responder pode ser o diferencial do candidato. Faça simulados.
» Uma questão errada não anula uma certa, como ocorre no vestibular tradicional da UnB. No caso do Enem, fazer a prova toda é uma vantagem.
» Saiba dissertar sobre temas atuais. Os especialistas acreditam que o tema da redação pode estar relacionado à energia nuclear e vulcões, à globalização, aos direitos humanos, ao meio ambiente (desmatamento, ecossistema), entre outros.
» Escreva, pelo menos, uma redação por semana.
» Trace uma estratégia para responder as provas. Comece pelas questões mais fáceis, o que estimula a autoestima.

publicidade

publicidade