SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Brasília recebe feira de intercâmbio sobre o Canadá

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/09/2012 20:15 / atualizado em 26/09/2012 14:07

Brasília recebeu nesta terça-feira (25/9) a Feira de Intercâmbios Imagine Estudar no Canadá. Mais de mil pessoas puderam esclarecer dúvidas de moradia, custo de vida, programas disponíveis e os melhores destinos no país, dependendo da área de interesse de cada participante.

Estiveram presentes representantes de mais de 40 instituições de ensino canadenses, além de responsáveis por esclarecer dúvidas de programas como o Ciência sem Fronteiras — projeto que deve levar mais de 12 mil estudantes para o Canadá. Os participantes puderam conversar, pessoalmente, com representantes das universidades e, quando não falavam inglês ou francês — línguas oficiais do Canadá —, podiam contar com a ajuda de intérpretes, que auxiliavam com traduções e informações das universidades.



“Sempre achei o Canadá uma escolha ótima”, afirma a estudante do 2º ano do ensino médio Jacy Magalhães, 17 anos. A aluna do Centro de Ensino Médio do Setor Oeste já procurou informações de cursos em outros países, como Inglaterra, Portugal e Suíça, e decidiu incluir na lista o Canadá. “É a oportunidade de me informar do jeito certo, de saber com clareza que tipos de oportunidades para cursos de graduação existem na área que quero”, explica Jacy, que pretende estudar relações internacionais.

Essa é a segunda edição da feira Imagine Estudar no Canadá. Na primeira, mais de cinco mil pessoas compareceram ao evento, que ocorreu em 2011, em São Paulo. Devido ao sucesso da primeira experiência, o governo do Canadá decidiu expandir a feira para outras duas localidades além de São Paulo: Brasília e Recife.

Preferência nacional
O Canadá é considerado o destino número um entre os brasileiros que desejam estudar inglês no exterior e o segundo para os que desejam estudar francês. De acordo com estudos feitos pela Brazilian English Learning and Travel Association (Belta), apenas no ano de 2011 o Canadá recebeu cerca de 20 mil estudantes brasileiros para todos os níveis de estudos. A grande maioria, cerca de 17 mil, foi fazer cursos de inglês ou francês com até três meses de duração.

“O país está muito interessado em ver brasileiros e canadenses estabelecerem relações de longo prazo”, afirma Jamal Khokhar, embaixador do Canadá no Brasil. Para ele, a possibilidade de os brasileiros poderem estudar no exterior e voltarem ao Brasil com vínculos em diversas áreas canadenses é uma grande vantagem para os dois países. “Esse efeito é ainda mais forte quando empresas canadenses também proporcionam estágios para esses estudantes. Quando retornam, eles se tornam fonte de conhecimento local e potenciais trabalhadores para empresas canadenses”, considera o embaixador.

Experiência

Em 2010, Carolina Bandeira Rosa, 25 anos, foi estudar francês durante cinco semanas de verão na Université Laval, na cidade de Québec. Foi a mãe dela quem indicou a possibilidade para a filha, que estava na Feira como intérprete. “Escolhi o curso de Laval porque minha mãe já havia feito e conhecia, mas ter contato cara a cara com os representantes das faculdades teria sido grande diferencial na minha escolha”, pondera ela.

“A experiência foi maravilhosa. Aprendi coisas fantásticas e o curso foi realmente bom. Aprendi francês e fiz muitos amigos. Recomendo o Canadá a todos os interessados em aprender inglês ou francês de maneira eficaz em outro país”, afirma ela, que antes de ir estudar no Canadá já havia feito um curso de um mês na França.

Os próximos encontros da feira Imagine Estudar no Canadá ocorrem em Recife, em 27 de setembro, e em São Paulo, em 29 e 30 de setembro.

 

 

Tags:

publicidade

publicidade