SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Universidade russa abre 20 vagas para interessados em estudar medicina

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/11/2012 19:04 / atualizado em 05/11/2012 19:55

LorrayneCarolline/Divulgação
A Universidade Estatal de Kursk, considerada uma das melhores da Rússia, em parceria com a Aliança Russa de Ensino Superior, abriu 20 vagas para brasileiros que querem cursar medicina na Rússia.

Os estudantes interessados devem possuir fluência em inglês, já que as aulas serão ministradas nesse idioma, e ter concluído ou estar para concluir o ensino médio. A seleção dos candidatos vai até 15 de novembro e inclui reunião com os pais, análise do histórico escolar, além de entrevistas.

Ao voltar para o Brasil, o estudante submete o diploma adquirido ao processo de reconhecimento em uma universidade brasileira, procedimento padrão para qualquer brasileiro que faça graduação em centros de ensino estrangeiros. Desde 2010, o chamado Diploma Único de Estudos Superiores da Europa, do qual a Rússia faz parte, passou a valer conforme o Tratado de Bolonha, cujo objetivo é facilitar a mobilidade dos estudantes e profissionais do ensino superior dentro da Europa.

Carolina Perecini, diretora da Aliança Russa brasileira, afirma que a maior vantagem para os alunos que estudarão em Kursk é a possibilidade de crescimento cultural e acadêmico. “Os alunos vão ter seis anos de aulas em inglês e no final vão ganhar o diploma médico russo. Assim eles poderão participar de intercâmbios e encontros em universidades de outros paises da União Europeia”, explica.

A diretora ainda esclarece que caso seja necessário, os certificados russos podem ser validados na volta ao Brasil. Fica a encargo das universidades nacionais aplicarem provas de conhecimentos para atestar a validade do certificado. “É uma experiência enriquecedora que tem tido grande procura”,avalia.

A média é de cinco interessados por cada vaga. Na última viagem, 28 estudantes brasileiros embarcaram para a Rússia e estão no país desde 1º de outubro.

Custo de vida
O valor do custo de vida por aluno fica em aproximadamente R$ 7 mil por ano. O montante paga despesas do curso e da moradia, e há a possibilidade de adquirir políticas de incentivo a estudantes estrangeiros. A duração do curso é de seis anos e o aluno tem direito a seguro médico, tutoria acadêmica e moradia universitária.

Inscrições
Os interessados devem se inscrever pelo site da Aliança Russa ou pelos telefones (11) 3854-2513 / 3854-2514 / 3854-2515
LorrayneCarolline/Divulgação


A universidade
A Universidade Estatal de Kursk fica a cerca de 500 quilômetros da capital russa, Moscou. Kursk é uma cidade de custo de vida baixo e esse é um dos principais motivos pelos quais muitos estudantes estrangeiros procuraram a instituição para conseguir um diploma médico europeu.

Atualmente, mais de 250 alunos brasileiros estão matriculados na universidade. A relação custo-qualidade de ensino é considerada ótima se comparada com a maioria das cidades do mundo. As turmas possuem, no máximo, 12 alunos.

Mudança Radical
A brasiliense Lorrayne Carolline Rosa Anastásio, 25 anos, é pós-graduada em matemática, mas cursa medicina há nove meses na Universidade Estatal de Kursk. Desde fevereiro deste ano, Lorrayne mudou os hábitos de vida de filha única para se dedicar ao sonho de ser médica.

“Sempre sonhei em viajar para o exterior, mas diferentemente de quando se é menina, temos que crescer e correr atrás de nossos ideais”, analisa a estudante. Para ela, o que pesou no momento da escolha pela Rússia foi a possibilidade de colocar em prática vários desejos e sonhos pessoais. “A decisão me deixou satisfeita e confesso: sou apaixonada pela escolha que fiz”, afirma.

LorrayneCarolline/Divulgação
Há nove meses na Rússia, Lorrayne soube do programa de intercâmbio por uma prima que também morava no exterior. Ela se candidatou à vaga pelo fato de Kursk ser uma cidade pequena e com uma certa concentração de brasileiros. “A Rússia é um país bonito que tem defeitos e qualidades como qualquer um, mas somente ele disponibilizou acessibilidade por um valor atrativo. No Brasil, nunca teria condições de cursar medicina e nem de realizar em tão pouco tempo o que estou vivendo aqui”, explica.

A estudante tem formatura prevista para fevereiro de 2018. Enquanto isso, auxilia outros interessados em viajar e estudar pela Rússia. Com o blog Vida Russa, ela posta vídeos, tutoriais e textos que ajudam outros estudantes a conherecem a cultura local e o dia a dia de uma estudante de medicina fora do país.

Tags:

publicidade

publicidade