SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Família espera que corpo de estudante seja liberado em cinco dias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/12/2012 11:27 / atualizado em 17/12/2012 11:32

Portal Uai

A família da estudante mineira Nicole Vettori, de 17 anos, que morreu durante um intercâmbio no Canadá, ainda aguarda os trâmites administrativos do país para providenciar o translado do corpo da adolescente. Ela estava no país desde 1º de setembro com um grupo de cinco amigas, todas moradoras de Varginha, no Sul do estado.

De acordo com a tia da adolescente, Luciana Graciano Pereira, a burocracia e a diferença de pelo menos seis horas nos fusos horários da cidade de Okotoks – onde Nicole estava – e Vancouver – onde fica o Consulado Brasileiro - , tem dificultado o processo. Um americano, indicado por um amigo da família, está no Canadá para auxiliar nos procedimentos para a liberação do corpo e repassar informações aos parentes da adolescente em Minas. A expectativa da família é de que os procedimentos sejam concluídos em cinco dias. O enterro da estudante será na cidade natal da família, Conceição do Rio Verde. Luciana diz, ainda, que a família vem recebendo ajuda de muitas pessoas. O Itamaraty acompanha o caso.

 

A autópsia confirmou que Nicole teve uma embolia pulmonar, que provoca o fechamento das artérias do órgão por coágulos. Entre os sintomas estão a respiração difícil, dor no peito e aceleração dos batimentos cardíacos. No último fim de semana, em contato pela internet, a adolescente teria reclamado com os pais que estava com dificuldades para respirar. Ela procurou um hospital em Okotoks. A notícia da morte de Nicole chegou no fim da noite de segunda-feira. Os médicos ainda investigam o que pode ter provocado a doença na adolescente, já que não há outros casos registrados na família. 

Tags:

publicidade

publicidade