Trabalhadores protestam em Bangladesh por incêndio em fábrica têxtil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/11/2012 13:09 / atualizado em 26/11/2012 13:17

France Presse

Andrew Biraj/Reuters

Dacca - Milhares de operários do setor têxtil de Bangladesh protestaram nesta segunda-feira (26/11) para exigir melhores condições de trabalho e segurança um dia depois do incêndio em uma fábrica que matou 110 trabalhadores.

Os sobrevivientes do incêndio da fábrica Tazreen Fashion, no subúrbio de Dacca, se uniram aos milhares de trabalhadores que bloquearam uma estrada na zona industrial de Ashulia, onde estão implantadas mais de 500 confecções, que em sua grande maioria trabalham para marcas ocidentais.

"Os operários de várias fábricas deixaram os locais de trabalho e aderiram à manifestação. Querem que os proprietários da Tazreen recebam uma punição exemplar" declarou o chefe de polícia de Dacca, Habibur Rahman. Muitas fábricas que trabalham para as marcas Walmart, H&M e C&A permaneceram fechadas para evitar uma onda de violência.

"Os trabalhadores querem melhorias na segurança das fábricas, onde todos os dias ficam perto da morte", disse o sindicalista Babul Akter. Os manifestantes pediram que os diretores da Tazreen sejam julgados pelo incêndiotrágico. Nesta segunda-feira, os bombeiros foram chamados mais uma vez para combater um novo incêndio em uma fábrica têxtil en Dacca, poucas horas depois do gigantesco incêndio que deixou 110 mortos em outra fábrica têxtil perto da capital de Bangladesh.

"O edifício de 12 andares abriga quatro unidades diferentes e o incêndio aconteceu no terceiro andar. Podemos ver pessoas no telhado", declarou o policial Nisharul Arif. O incêndio de sábado em uma fábrica de roupas para exportação deixou 110 mortos, incluindo várias mulheres, segundo as autoridades locais. Outras 100 pessoas ficaram feridas. As vítimas morreram asfixiadas ou ao saltar do prédio.

Leia mais notícias em Mundo

O incêndio, de causas ainda desconhecidas, aconteceu em uma confecção no térreo da fábrica Tazreen Fashion, 30 km ao norte de Dacca. De acordo com a Clean Clothes Campaign, associação de defesa dos trabalhadores do setor têxtil, com sede em Amsterdã, pelo menos 500 funcionários do segmento morreram em incêndios em Bangladesh desde 2006.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.