Manifestantes protestam em Washington contra vigilância da NSA

"Parem com a espionagem em massa", "Desliguem o Big Brother", gritaram milhares

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2013 20:29

France Presse

JONATHAN ERNST

Washington - "Parem com a espionagem em massa", "Desliguem o Big Brother", gritaram milhares de manifestantes neste sábado, em Washington, para reivindicar uma nova lei que reforma a legislação que autoriza a vigilância eletrônica por parte do governo americano.

Doze anos depois da adoção da Patriot Act (Lei Patriótica, em tradução livre), votada após os atentados do 11 de setembro, cerca de 4.500 pessoas (segundo os organizadores) protestaram em frente ao Capitólio e entregaram às autoridades um abaixo-assinado com mais de 575 mil assinaturas coletadas on-line.

Na petição, exige-se que os congressistas revelem "a amplitude dos programas da NSA", a poderosa Agência de Segurança Nacional encarregada da interceptação maciça das comunicações eletrônicas.

A NSA tem sido alvo de várias críticas depois das matérias na imprensa com base nos documentos vazados pelo ex-consultor de inteligência Edward Snowden.

"Hoje em dia, nenhuma chamada telefônica acontece nos Estados Unidos sem que a NSA a tenha registrado. Hoje em dia, nenhuma transação de Internet entra ou sai dos Estados Unidos sem passar pelas mãos da NSA. Nossos representantes no Congresso dizem que não se trata de vigilância, mas isso não é correto", afirmou Snowden, em mensagem dirigida aos manifestantes e publicada quinta-feira na web.

Leia mais notícias em Mundo


A maioria dos manifestantes era jovem, na faixa dos 20 anos. O grupo foi convocado por uma coalizão heterogênea de cerca de 100 organizações civis, como a Free Press e a Electronic Frontier Foundation.

Nas próximas semanas, estão previstas várias audiências no Senado para discutir uma possível reforma do sistema de grampos da NSA.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.