Mães criam brinquedos que representam filhos com deficiência

Campanha #toylikeme mostra bonecas com aparelhos auditivos, andadores, respiradores artificiais e bastões para deficientes visuais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/05/2015 18:47 / atualizado em 19/05/2015 17:46

Reprodução/ Facebook/ Beth Moseley Photography


"Onde estão as fadas cegas ou em cadeiras de rodas? Ou super heróis com próteses auditivas? E as princesas com desfigurações faciais?". Foram essas perguntas que incentivaram um grupo de mães do Reino Unido a criar o projeto Toy like me. Com o uso das redes sociais e da hashtag #toylikeme, as mães pretendem chamar atenção sobre a falta de brinquedos com algum tipo de deficiência.

Segundo dados da própria organização, existem mais de 770 mil de crianças com alguém tipo de deficiência em todo o Reino Unido. Entre os principais objetivos do grupo, estão a circulação de brinquedos que refletem positivamente a deficiência e chamar atenção para formas de representar todos os tipos de crianças.

Reprodução/ Facebook


A primeira ação proposta pela iniciativa foi lançar, nas redes sociais, a imagem de uma fada. Porém, além das asas e do vestido brilhante, a boneca também têm implante coclear, um aparelho utilizado para proporcionar aos usuários uma sensação auditiva próxima ao natural.

 

 

Segundo uma das criadoras do projeto, Rebecca Atkinson, é emocionante para os pais de crianças com deficiência auditiva ver uma personagem conhecida utilizando um implante ou prótese. "É uma mistura poderosa para os pais e para as próprias crianças", ressalta. Rebecca, que usou durante a infância dois aparelhos auditivos, explica que nunca viu uma boneca como ela. "No mundo real, havia pessoas como eu. Já no mundo dos brinquedos não. O que isso passa para uma criança com deficiência? Que eles são invisíveis?”

Reprodução/ Facebook


Logo depois, o grupo lançou uma campanha para que pais transformassem os brinquedos dos filhos e adaptassem para a realidade que eles enfrentavam. Desse desafio, surgiram coalas com aparelhos auditivos, modelos com andadores coloridos, bonecas que se alimentam por um tubo digestivo.

Reprodução/ Facebook

 

Reprodução/ Facebook
 



A campanha gerou alguns resultados. Uma empresa inglesa especializada em criar bonecas personalizadas fez uma sessão de acessórios como aparelhos auditivos e  bastão para cegos. Com o auxílio de uma impressora 3D, as encomendas são entregues no prazo e com todas as características que o cliente solicitou. A companhia MakieLab, com a colaboração de artistas plásticos locais, está testando o serviço de características faciais únicas, para copiar marcas de nascença, por exemplo.

Reprodução/ Facebook


Reprodução/ Facebook


Quem se interessar pode ajudar a iniciativa postando fotos de brinquedos que representem a deficiência positivamente utilizando a hashtag #toylikeme.

 

Leia mais notícias em Mundo

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Cristina
Cristina - 19 de Maio às 16:38
Interessante essa iniciativa. O "existem mais de 770 milhões de crianças com alguém tipo de deficiência em todo o Reino Unido" nao procede. Isso representa mais de 10 vezes a populacao do Reino Unido.