SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ação contra suspeitos do Estado Islâmico provoca morte de policiais turcos

Polícia havia recebido informação de que um grupo de militantes do grupo terrorista se escondia em uma casa e deu início a uma operação para apreendê-los. Ao perceberem que não havia como escapar, alguns dos suspeitos decidiram explodir a si mesmos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/10/2016 15:27

Agência Estado

Uma ação policial turca contra um grupo suspeito de fazer parte do Estado Islâmico, neste domingo (16/10), na fronteira com a Síria, terminou com explosões de homens-bomba e a morte de três policiais, informou a agência de notícias estatal turca Anadolu. Outras oito pessoas ficaram feridas.

Em entrevista à agência, o governador de Gaziantep (província localizada no sudeste da Turquia, fronteira com a Síria), Ali Yerlikaya, contou que a polícia havia recebido uma informação de um grupo de militantes do Estado Islâmico se escondia em uma casa no distrito de Sahinbey e deu início à operação para apreendê-los.

Alguns dos suspeitos, no entanto, quando perceberam que não havia como escapar da ação da polícia, decidiram explodir a si mesmos, disse a agência de notícias. Ainda não há informações sobre quantos homens-bomba estavam envolvidos.

"Infelizmente, três dos nossos policiais foram martirizados e oito pessoas incluindo quatro sírios, foram feridos" disse o governador à Anadolu. A agência de notícias afirmou que policiais estavam entre os feridos e uma pessoa estava em situação crítica.

De acordo com o governador, a informação que a polícia recebeu sobre o grupo dava conta de que eles planejavam um ataque a uma associação cultural de Alauitas na cidade. Os Alauitas são uma ramificação xiita do islamismo que reverencia Ali, primo do profeta Maomé. Eles estão presentes, sobretudo, na Síria.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade