SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Otan responde a Trump que proteção de seus membros é 'incondicional'

Trump havia deixado entrever que o apoio militar dos Estados Unidos a uma eventual agressão russa contra seus vizinhos europeus dependeria da contribuição financeira destes últimos à Otan

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/10/2016 10:50

France Presse

Bruxelas, Bélgica - O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, ressaltou nesta terça-feira (25/10) que a proteção entre membros da Aliança Atlântica é "incondicional" e não pode se vincular a sua contribuição financeira, em referência às críticas do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump.

"As garantias (de proteção da Otan) não estão condicionadas, são absolutamente incondicionais", disse Stoltenberg em uma coletiva de imprensa em Bruxelas, na véspera de uma reunião de dois dias dos ministros da Defesa. "Não dizemos: 'Se vocês não pagarem, não os protegemos'", reiterou.

Trump havia deixado entrever que o apoio militar dos Estados Unidos a uma eventual agressão russa contra seus vizinhos europeus dependeria da contribuição financeira destes últimos à Otan. Embora tenha dito não querer "tomar partido" na campanha eleitoral americana, Stoltenberg ressaltou que a Otan pediu durante anos um aumento do gasto militar dos países europeus. "O gasto militar aumentou em 2015 e deve crescer ainda mais em 2016", explicou.

Leia mais notícias em Mundo

Durante uma visita no início de outubro em Bruxelas, o secretário de Estado americano, John Kerry, indicou que seu país nunca esquecerá o princípio de solidariedade entre membros invocado no "Artigo 5" do Tratado da Otan, ativado pela primeira vez após os atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova York.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade