SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Militares ocuparão empresas que aderirem à greve na Venezuela

"Conversei com o presidente [Maduro], empresa que parar, será empresa tomada pelos trabalhadores e pelas Forças Armadas", disse Diosdado Cabello, deputado e presidente do partido socialista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/10/2016 00:59

France Presse

Diosdado Cabello, o segundo principal líder do chavismo na Venezuela, afirmou nesta quarta-feira (26/10) que as Forças Armadas e os trabalhadores ocuparão as empresas que aderirem à greve geral convocada pela oposição contra o governo do presidente Nicolás Maduro.
 
 
"Conversei com o presidente, empresa que parar, será empresa tomada pelos  trabalhadores e pelas Forças Armadas", disse Cabello, deputado e presidente do partido socialista, em seu programa de TV.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade