SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Obama pede vitória da 'esperança' e Clinton promete unir os EUA

Segundo Hillary, seu adversário republicano, Donald Trump, é "uma bala perdida que colocará tudo em risco"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2016 08:11

Nicholas Kamm/AFP

Filadélfia, Estados Unidos - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu a seus compatriotas que "rejeitem o medo" e votem na "esperança" para eleger Hillary Clinton, enquanto a candidata democrata prometeu unir o país se for eleita nesta terça-feira. "Aposto que os Estados Unidos vão rejeitar a política do ressentimento e escolher a política que diz que unidos somos mais fortes. Aposto que amanhã vocês vão rejeitar o medo e escolher a esperança", disse Obama nesta segunda-feira, durante o comício democrata na Filadélfia.

Em seu discurso, Hillary declarou que "como o presidente lhes disse, a escolha é clara nesta eleição: entre a divisão e a unidade, entre uma economia que funciona para todos

e outra apenas para os que estão lá em cima". Segundo Hillary, seu adversário republicano, Donald Trump, é "uma bala perdida que colocará tudo em risco". "Não se enganem, nossos valores estão sendo testados nesta eleição. Conhecemos meu adversário e a pergunta agora é que tipo de país queremos".

Ao menos 40 mil pessoas lotaram o Independence Mall da Filadélfia para ver a Hillary, seu marido Bill, Barack Obama e sua esposa, Michelle. Os roqueiros Bruce Springsteen e Jon Bon Jovi também participaram do evento, um dos últimos comícios da agenda de Hillary Clinton na corrida pela Casa Branca. Trata-se de um novo recorde para Hillary Clinton, que reuniu 18.500 pessoas em um comício em Ohio, recordou o porta-voz.

Leia mais notícias em Mundo

Ao iniciar seu último dia de campanha, Clinton, 69 anos, se comprometeu nesta segunda-feira a trabalhar para unir o país, caso seja eleita a primeira mulher presidente dos Estados Unidos. "Tenho muito trabalho para unificar o país. Realmente quero ser a presidente de todos, das pessoas que votaram em mim e das pessoas que votaram contra mim", disse no aeroporto de Westchester, na região de Nova York.

Por Agência France Presse

Tags: eleicoeseua

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade