SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Papa permite que todos os padres perdoem o aborto

A decisão já havia sido tomada no Jubileu da Misericórdia, mas ganha agora caráter definitivo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/11/2016 09:44 / atualizado em 21/11/2016 10:28

AFP / TIZIANA FABI


O papa Francisco anunciou nesta segunda-feira que todos os padres poderão absolver de forma indefinida o "pecado do aborto", tornando permanente uma medida temporária que foi instituída para o Jubileu da Misericórdia concluído no domingo.

"Para que nenhum obstáculo se interponha entre o pedido de reconciliação e o perdão de Deus, de agora em diante concedo a todos os sacerdotes, em razão de seu ministério, a faculdade de absolver a quem tenha procurado o pecado do aborto", escreveu o papa em uma carta apostólica. "Quando concedi de modo limitado, para o período jubilar, o estendo agora no tempo", acrescentou.

Leia mais notícias em Mundo

"Quero enfatizar com todas as minhas forças que o aborto é um pecado grave, porque põe fim a uma vida humana inocente. Com a mesma força, no entanto, posso e devo afirmar que não existe nenhum pecado que a misericórdia de Deus não possa alcançar e destruir, ali onde se encontra um coração arrependido", disse ainda.

Sempre preocupado por não excluir ninguém do perdão divino, o papa estendeu também a validade das absolvições concedidas pelos sacerdotes integristas da Irmandade Sacerdotal São Pio X, comunidade fundada por Marcel Lefebvre que rompeu com a Igreja em 1988.

Por France Presse

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Luís
Luís - 22 de Novembro às 08:39
Quem têm que perdoar os abortadores são os espíritos dos abortados, não esses padres, que autoridade alguma têm para fazê-lo.
 
JOEL
JOEL - 21 de Novembro às 12:45
E homicídios de adultos, eles também vão perdoar?
 
Luís
Luís - 22 de Novembro às 08:40
Boa!
 
EVANDRO
EVANDRO - 21 de Novembro às 11:34
Mas, contra os seus atos e pensamentos há um grupo de cardeais no vaticano, inclusive mais velhos de idades e de tempo de igreja do que o papa, eles são contrários a essa e outras atitudes do papa, inclusive já falam em revoga seu papado por essas atitudes que vão contra a igreja.

publicidade