Trump nomeará Callista Gingrich como embaixadora no Vaticano

Espera-se que a nomeação esteja formalizada antes que Trump se reúna com o papa Francisco no dia 24 de maio em Roma

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/05/2017 10:35

Washington, Estados Unidos -O presidente Donald Trump nomeará Callista Gingrich, esposa do ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich, como nova embaixadora americana no Vaticano, informaram a rede CNN e o jornal The New York Times.

Espera-se que a nomeação esteja formalizada antes que Trump se reúna com o papa Francisco no dia 24 de maio em Roma e depois que o Escritório de Ética do Governo der sua aprovação, disse a CNN no domingo.

Católica devota, Callista Gingrich, de 51 anos, dirige atualmente a Gingrich Productions, uma companhia de multimídia.

Newt Gingrich, de 73 anos, foi um dos pesos pesados republicanos que apoiou Trump durante a campanha presidencial de 2016.

Ele foi presidente da Câmara de Representantes - segundo na linha de sucessão presidencial - de 1995 a 1999, e foi particularmente veemente em seus chamados a destituir o então presidente Bill Clinton pelo escândalo sexual com Monica Lewinsky.

Esta nomeação tem um pouco de controvérsia: Callista Gingrich é a terceira esposa do ex-presidente da Câmara, e manteve um relacionamento amoroso de vários anos com ele enquanto era uma jovem assistente legislativa chamada Callista Bisek e ele estava casado ainda com sua segunda esposa.

Depois de um divórcio conflitivo de sua segunda esposa em 1999, se casou com Callista no ano seguinte. O político atribui a Callista sua conversão ao catolicismo.

Trump mencionou a possibilidade de dar a ela uma embaixada em janeiro, mas os Gingrich estiveram tão frustrados com o processo de investigação que ameaçaram retirar o nome de Callista, disse o The New York Times.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.