Divergências sobre a Rússia marcam primeiro encontro Trump e UE

Estados Unidos e UE não têm uma posição comum sobre a Rússia, afirmou presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, após uma reunião de mais de uma hora com o presidente americano em Bruxelas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/05/2017 09:17

As divergências entre Bruxelas e Washington sobre a Rússia e a questão do comércio internacional marcaram nesta quinta-feira (25/5) a aguardada primeira reunião entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e os principais líderes da União Europeia (UE).

Estados Unidos e UE não têm uma posição comum sobre a Rússia, afirmou  presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, após uma reunião de mais de uma hora com o presidente americano em Bruxelas.

"Não estou 100% seguro que possamos dizer hoje, o senhor presidente e eu mesmo, que temos uma posição comum, uma opinião comum sobre a Rússia. Mas quando se trata do conflito na Ucrânia parece que estamos na mesma página", disse Tusk.

Em seu primeiro encontro oficial desde a chegada de Trump à Casa Branca, os dois, ao lado do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, abordaram temas como "política externa, segurança, clima e relações comerciais", completou.

Apesar da concordância na questão da luta contra o terrorismo, "alguns assuntos permanecem abertos como o clima e o comércio", apontou Tusk, no momento em que as negociações sobre o TTIP, polêmico tratado de livre comércio entre os dois lados do Atlântico, estão congeladas. 

Juncker aproveitou o encontro de pouco mais de 60 minutos para "insistir na intensificação da cooperação comercial, que representa uma situação benéfica para as duas partes", afirmou uma porta-voz da Comissão Europeia, que anunciou um acordo para "iniciar os trabalhos sobre um plano de ação conjunto sobre o comércio".

Os europeus, preocupados, estenderam o tapete vermelho para receber o presidente americano, que antes de tomar posse afirmou que outros países europeus seguiriam os passos do Reino Unido após o Brexit. Alguns meses depois, no entanto, felicitou o bloco por conseguir manter a unidade.

Trump foi recebido na entrada da sede do Conselho Europeu pelo presidente da instituição.

"Minha mensagem principal para Trump foi a de que o que dá à nossa cooperação e nossa amizade seu significado mais profundo são os valores ocidentais fundamentais, como a paz, os direitos humanos, o respeito pela dignidade humana", destacou Tusk.

Para o presidente do Conselho, "a principal tarefa atualmente é a consolidação de um mundo livre completamente ao redor destes valores, e não apenas de interesses".

Após a visita à UE, onde também se encontrou com a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, e o presidente da Eurocâmara, Antonio Tajani, Trump tem um almoço previsto com o colega francês, Emmanuel Macron.

Depois de passar por Arábia Saudita, Israel e Vaticano em sua primeira viagem internacional como presidente, Trump participará durante a tarde da reunião de cúpula da Otan, antes de viajar à cidade italiana de Taormina para uma reunião do G7 na sexta-feira e sábado.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.