Japão lança nova campanha anual de caça a baleias

Apesar das críticas internacionais, país mantem prática cultural de caçar baleias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/06/2017 15:06

O Japão lançou nesta quarta-feira (14/6) uma nova campanha de caça a baleias no noroeste do Pacífico, apesar das críticas internacionais e da oposição das organizações de defesa dos animais.
 
 
Três navios sairão do país na quinta-feira em uma missão prevista para durar até o fim de setembro com o objetivo de caçar 43 baleias-minke e 134 rorquais do norte, especificaram a Agência de Pesca e o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado. 

O Japão já havia lançado, no domingo, uma embarcação ao longo da costa do Pacífico Norte, buscando capturar 41 baleias-minke até meados de julho. 

O país destaca os objetivos científicos da campanha, embora nunca tenha escondido o fato de que a carne dos cetáceos acaba virando refeição. 

O arquipélago oriental assinou a moratória da Comissão Baleeira Internacional (CBI), mas justificou sua caça como sendo para fins científicos. 

Essa justificativa é denunciada pelas organizações de defesa dos cetáceos, assim como por vários países que consideram que Tóquio utiliza de maneira desonesta uma exceção à moratória assinada em 1986. 

Em 2014, a Corte Internacional de Justiça ordenou a Tóquio que acabasse com a caça nas águas do Antártico, sugerindo que a pesquisa não cumpria os critérios científicos exigidos. 

O consumo de carne de baleia já é uma prática tradicional no Japão, país de pescadores que caça cetáceos há séculos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.