Bebê panda que nasceu no Japão completa um mês de vida e passa bem

Em um vídeo, ela aparece maior e com a característica pelagem preta e branca mais acentuada do que nas imagens divulgadas na semana passada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/07/2017 13:33



Um bebê panda nascido em cativeiro no Japão superou o crucial primeiro mês de vida - comemoraram os responsáveis pelo Zoológico Ueno, de Tóquio, onde ele está sendo criado. A pequena fêmea é o primeiro panda gigante nascido nessa instituição nos últimos cinco anos. Sua chegada estampou as primeiras páginas de vários jornais locais.

Em um vídeo, ela aparece maior e com a característica pelagem preta e branca mais acentuada do que nas imagens divulgadas na semana passada. Basicamente, a filhote se mexe apenas para bocejar e dormir. Com 30 dias de vida, pesa pouco menos de 1,2 quilo e mede 29,5 centímetros, contra os 147 gramas e 14,3 centímetros que tinha 48 horas depois de nascer.

"Cresce de maneira regular", disse o diretor do Zoo, Yutaka Fukuda, à imprensa. "O primeiro mês é um período instável. Acho que saímos dessa fase difícil", comemorou. Shin Shin, a mãe, que acasalou em fevereiro com Ri Ri, havia dado à luz em 2012. A frágil cria - primeiro panda a nascer nessa instituição em 24 anos - morreu de pneumonia, com apenas seis dias de vida.

"Vamos permanecer atentos e monitorar a pequena", garantiu Fukuda. O zoológico observa o bebê e sua mãe 24 horas por dia, com a ajuda de um especialista da China - a terra natal dos pandas, acrescentou a instituição, explicando que essa precaução é necessária, em geral, até que os filhotes completem três, ou quatro meses.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.