Magnata Harvey Weinstein se desculpa após alegações de assédio sexual

"Considero que o modo como me comportei com colegas no passado causou muita dor e peço minhas sinceras desculpas por isso", disse o magnata dos filmes em declaração ao Times após a história ser publicada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/10/2017 18:41

O produtor de Hollywood Harvey Weinstein pediu desculpas nesta quinta-feira (5/10) e anunciou que irá tirar uma licença após o New York Times publicar um relato acusando-o de assédio sexual durante décadas.



"Considero que o modo como me comportei com colegas no passado causou muita dor e peço minhas sinceras desculpas por isso", disse o magnata dos filmes em declaração ao Times após a história ser publicada.

Weinstein acrescentou que contratou terapeutas e planeja tirar uma licença "para lidar com essa questão".

"Embora esteja tentando fazer o melhor, sei que o caminho será longo (...). Meu caminho agora será conhecer e dominar os meus demônios (...). Planejo tirar um tempo livre da minha empresa e cuidar deste problema primeiro", acrescentou.

"Cresci nos anos 1960 e 1970 quando todas as regras sobre o comportamento e os lugares de trabalho eram diferentes", continuou o produtor de 65 anos. "Era a cultura dessa época, e aprendi desde então que não é uma desculpa, na companhia ou em outro lugar", acrescentou.

Lisa Bloom, uma das advogadas de Weinstein, especializada em casos de assédio sexual, disse em declaração separada que seu cliente "nega muitas das declarações, que são claramente falsas".

Segundo o Times, o suposto comportamento inadequado de Weinstein teria ocorrido há quase três décadas e o magnata teria feito acordos particulares com pelo menos oito mulheres.

Entre as acusadoras, relatou o Times, estão celebridades como a atriz Ashley Judd, que lembra ter sido convidada para a suíte de Weinstein em um elegante hotel de Beverly Hills há 20 anos, esperando ter um café da manhã de negócios.

Ao invés disso, contou a atriz, Weinstein apareceu usando um roupão e perguntando se ela queria fazer uma massagem nele ou vê-lo tomando banho.

 

Leia mais notícias em Mundo

 

Duas ex-assistentes e uma modelo italiana fizeram acusações semelhantes, e supostamente chegaram a um acordo.

Weinstein é considerado um dos homens importantes de Hollywood e muitos de seus filmes venceram prêmios Oscar, incluindo "Gênio Indomável" e "O Artista".

Diante das surpreendentes acusações, as reações começaram a chegar. A atriz, autora e diretora Lena Dunham tuitou: "as mulheres que escolheram falar de sua experiência de assédio por Harvey Weinstein merecem a nossa admiração. Não é divertido nem fácil. É corajoso".

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.